11 cidades da região têm melhor desempenho em 9 índices criminais

Os 11 municípios abrangidos pela Delegacia Seccional de Piracicaba tiveram redução de nove índices criminais no ano passado, em comparação a 2016, apontou a SSP (Secretaria de Segurança Pública), em estatística dos índices de violência divulgada anteontem. As ocorrências que tiveram quedas foram homicídios dolosos (com intenção de matar) e vítimas destes assassinatos, latrocínios (roubo seguido de morte) e vítimas destes crimes, roubos em geral e de veículos, furtos em geral e de veículos e extorsões mediante sequestro.
 
Segundo a SSP, os homicídios dolosos diminuíram 10,76% no ano passado em comparação a 2016 (passou de 251 para 224 casos) e o total de vítimas deste tipo de crime também teve queda de 8,81% (de 261 para 238). Com isso, as taxas de homicídios atingiram 7,10 casos e 7,55 vítimas a cada 100 mil habitantes em 2017.
 
Os casos de latrocínios recuaram 26,67% (de 15 para 11), e o de vítimas teve queda de 31,25% (de 16 para 11). Os roubos em geral recuaram 19,88%, (de 12.246 para 9.812). Os furtos em geral caíram 2,69% (de 32.082 para 31.218 registros). Em 2017, os furtos de veículo caíram 6,84%, passando de 8.345 para 7.774 (571 casos a menos). Os roubos de veículo baixaram 18,78% (de 2.960 para 2.404).
 
 
AUMENTOS — Os roubos de carga subiram 5,16%, de 310 para 326 ocorrências em 2017 na região. Os roubos a banco tiveram quatro casos a mais em 2017 — de sete para 11. “A Polícia Civil realiza cruzamentos de dados com outras regiões para tentar identificar e prender integrantes de quadrilhas especializadas. No policiamento nas rodovias, a PM emprega o policiamento Tático Ostensivo Rodoviário, com abordagem e fiscalização a caminhões de transporte de carga e de veículos de médio e grande porte ao longo das vias que abrangem a área”, menciona a SSP.
 
 
ESTUPROS — Na região, o número de casos de estupro passou de 629 para 649. Em Piracicaba, o número de estupros aumentou de 47 para 57. “A SSP reafirma ser de extrema importância o registro pela vítima do boletim de ocorrência para que o crime seja investigado e os autores punidos. As estatísticas ajudam a balizar as ações policiais e políticas públicas. Um dos motivos do aumento dos registros de ocorrências foram campanhas elaboradas em parceria com diversos órgãos para incentivar o registro dos casos”, traz a nota. A Seccional abrange Águas de São Pedro, Capivari, Charqueada, Elias Fausto, Mombuca, Piracicaba, Rafard, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Maria da Serra e São Pedro.