Bolsonaro mantém liderança em pesquisa

eleição Bolsonaro e Haddad disputam o segundo turno. ( Foto: Fotos: Fernando Frazão/Marcelo Camargo/A.Brasil)

Pesquisa divulgada ontem pela BTG Pactual revela o comportamento do eleitorado brasileiro a 12 dias do segundo turno das eleições para presidente. De acordo com o estudo, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) segue liderando a disputa com 59% dos votos enquanto Fernando Haddad (PT) aparece com 41% dos votos válidos. O Instituto FSB Pesquisa entrevistou, por telefone, 2.000 eleitores com idade a partir de 16 anos, nos 27 Estados. A pesquisa traz ainda informações sobre a exposição dos eleitores ao fake new (notícia falsa) pelo Whatsapp. Nesse item, 41% dos entrevistados confirmaram ter recebido e desconfiado de notícias falsas enquanto 53% disseram não ter recebido mensagens.

Na pesquisa de rejeição dos dois candidatos, 45% dos entrevistas afirmaram que votariam apenas em Bolsonaro, 3% poderiam votar em Bolsonaro e desconhecem Haddad e outros 30% votariam apenas em Haddad. e 4% poderiam votar em Haddad e desconhecem Bolsonaro. Na sequência, 5% votariam em ambos os candidatos, 7% não votariam em nenhum dos candidatos e 4% disseram desconhecer ambos os candidatos.

O Instituto perguntou aos entrevistados qual das duas opções de candidatos melhor representa o seu voto. Dos eleitores que confirmaram a intenção, 84% responderam que Bolsonaro é a melhor opção, enquanto 78% se referiram a Haddad. Dez por cento dos eleitores de Bolsonaro admitiram votar nele para impedir a vitória do petista, enquanto 15% disseram votar em Haddad para impedir que o militar reformado seja à presidência. Ao serem questionados sobre, independentemente do voto, quem o eleitor acredita que irá vencer as eleições, 70% dos entrevistados apontaram Jair Bolsonaro enquanto 24% citaram Haddad e 6% não souberam ou não quiseram responder.

WHATSAPP — Dos 2.000 entrevistados para a pesquisa, 47% responderam que usam a rede social como fonte de informação política. Desse público, 44% é formado por homens e 38% mulheres, ambos com idades entre 16 e 60 anos. A amostra dos entrevistados é controlada a partir do sexo, idade e região. As entrevistas foram telefônicas, realizadas por entrevistadores por meio de telefones fixos e móveis, nos dias 13 e 14 de outubro. Os votos válidos são calculados com base na soma de intenção de votos recebidas por todos os candidatos juntos, descontando-se os percentuais de Branco, Nulo, Ninguém/Nenhum, Não Sabe e Não Respondeu. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-07950/2018.

(Beto Silva)