3º Pelotão da PM Ambiental da região de Piracicaba recebe 5 novas viaturas

Novas viaturas para a região de Piracicaba (Divulgação/PM Ambiental)

Cinco novas viaturas foram entregues nesta segunda-feira (14) ao 3º Pelotão da Polícia Militar Ambiental, que atua na região de Piracicaba. No total, o governador João Doria (PSDB) destinou 89 viaturas à corporação. Os veículos fazem parte de um pacote de 152, os outros 63 serão entregues até novembro. A aquisição foi realizada pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (Sima), com um investimento total de R$ 16,8 milhões, para reforçar a frota da PM Ambiental e, consequentemente, sua atuação na fiscalização às infrações contra o meio ambiente em todo o território estadual.

“Com estes veículos, nós estamos ampliando a fiscalização ambiental para evitar desmatamentos, extrações ilegais e monitorar focos de incêndio e de conservação. São Paulo tem desmatamento zero. A cobertura vegetal foi ampliada nestes últimos dois anos e assim continuará como política pública”, disse Doria.

 

Governador Doria fez as entregas (Divulgação/PM Ambiental)

Do total dos veículos, 100 são do modelo Fiat Palio e 52 tipo pick-up, modelo Toyota Hilux. As novas viaturas serão destinadas aos quatro Batalhões de Policiamento Ambiental existentes no Estado.

O g Governador também assinou contrato para compra de 40 mil pistolas semiautomáticas de calibre .40 e anunciou que outras 10 mil armas serão adquiridas. Para a compra das 40 mil pistolas, foram investidos R$ 35,6 milhões. Cada uma delas foi adquirida pelo valor unitário de R$ 891,86, o que representou uma economia total de cerca de R$ 53 milhões aos cofres públicos. A aquisição foi realizada por meio de processo licitatório e teve como vencedora a empresa austríaca Glock.

A aquisição faz parte de um pacote de investimento de R$ 108,9 milhões que inclui a compra de 1 mil fuzis calibre 7,62, 300 fuzis calibre 5,56, dois fuzis de alta precisão, dez metralhadoras leve e 1 mil armas de incapacitação neuromuscular, além de 500 escudos e 5,5 mil coletes balísticos. As armas foram testadas em setembro de 2019.

 

Da Redação