Miopia cresce entre as crianças devido ao uso de computadores e smartphones

Quanto mais tempo seu filho brincar ao ar livre, menores são as chances dele desenvolver miopia. O alerta é do Cetic.br (Centro de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação), que ano passado publicou pesquisa em que constatou que cerca de 69% das crianças e adolescentes do Brasil, na faixa dos 9 aos 17 anos, utilizam a internet mais de uma vez por dia.
Os dados confirmam o crescente acesso dos brasileiros aos benefícios da tecnologia, mas, ao mesmo tempo, desvendam uma nova preocupação: as ferramentas eletrônicas estão contribuindo para o aumento da miopia entre os pequenos.
Cerca de 20% das crianças em idade escolar, de acordo com levantamentos do CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia), apresentam problemas de vista. A miopia é a campeã e já é considerada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) a epidemia do século. O uso de celulares e computadores por mais de seis horas diárias, pode levar ao agravamento dessa patologia em crianças e adolescentes.
Como as crianças não identificam a dificuldade para enxergar, é importante que os pais fiquem atentos ao comportamento delas. Uma das dicas para identificar possíveis problemas oculares são as contantes dores de cabeça, desinteresse pelo estudo e baixo desempenho escolar. Também ficam muito próximo da televisão e têm mania de franzir os olhos para enxergar. Caso perceba essas atitudes em seu filho, é importante procurar um oftalmologista.
É mais comum descobrir a miopia em crianças na fase escolar – dos seis aos doze anos de idade, porém pode ocorrer em qualquer idade. É normal que algumas crianças reclamem de dor nos olhos e dor de cabeça ou até mesmo que não conseguem ler direito o que a professora escreve no quadro. É importante a visita ao oftalmologista anualmente a partir dos 2 anos de idade.
A miopia pode ser diagnosticada com precisão por exames oculares padrão que avaliam tanto a visão de perto quanto a intermediária e também a visão a distância.

 

ATENÇÃO
Além do uso excessivo das novas tecnologias, o aumento dos casos de miopia em crianças é relacionado à falta de atividades ao ar livre. De acordo com especialistas, um mecanismo de nossa visão, chamado de acomodação, nos permite olhar objetos distantes e focar com nitidez objetos próximos. Esse foco é feito com a contração do músculo ciliar, o anel no meio do olho para visão a distância. O excesso de esforço pode gerar fatores associados ao aumento da miopia.
É o que acontece quando se força a vista ao digitar e ao assistir a vídeos em celulares e computadores.

 

Dicas para o dia a dia
Fazer a criança realizar atividades em ambientes externos diariamente, por 40 minutos, no mínimo.
Não aproximar demais dos olhos os celulares, tablets, computadores e livros — eles devem ser mantidos a 30cm da face, no mínimo.
Não se debruçar sobre o objeto de leitura.
Manter a tela do computador a 50cm da face, no mínimo.
Fazer intervalos frequentes enquanto estiver utilizando esses objetos. A cada 20 minutos, retirar o olhar deles e focalizar objetos distantes, por cerca de 20 segundos.
Uso de tablets e celulares por crianças de 2 a 5 anos não deve ultrapassar 1 hora por dia.
Para evitar mais prejuízos à visão, a recomendação é, desde cedo, ensinar as crianças a fazerem intervalos de cinco minutos a cada hora na frente das telas.