46º Salão de Humor exibe 449 obras de 217 artistas

Seleção desta edição foi feita entre os dias 6 e 7 de julho; Júri é formado por seis especialistas. (Imagem: Trabalho produzido por Louis PoL, da Austrália)
Trabalho produzido por Halit Kurtulmuş, da Turquia

O Salão Internacional de Humor de Piracicaba, que neste ano está em sua 46ª edição, selecionou 449 obras que serão exibidas a partir do dia 10 de agosto, no Engenho Central. A seleção foi feita no último final de semana (6 e 7 de julho), por júri composto de seis especialistas que ficaram incomunicáveis, hospedados no Hotel Center Flat Service.

Dentre as 2.781 obras recebidas, o júri, formado por Luiz Marangoni (chargista), Francisco Galvão (produtor cultural), Bete Nicastro (jornalista), Glaucia Davino (historiadora), Rosana Amorim (cartunista) e Fausto Bergocce (cartunista), analisou a estética e significância do material para destacar as que serão expostas na mostra.

Ao todo, são 103 caricaturas, 59 cartuns, 47 charges, 24 esculturas e 81 tiras, além de 59 trabalhos para a categoria temática Imigração, 42 trabalhos para a categoria Infância Arcor e 34 para Saúde Unimed, produzidos por 217 artistas. As obras são de diversos países: Argentina, Austrália, Áustria, Azerbaijão, Bahrein, Bélgica, Brasil, Bulgária, Burkina Faso, Canadá, China, Colômbia, Cuba, Emirados Árabes, Eslováquia, Espanha, França, Índia, Indonésia, Irã, Israel, Itália, Japão, México, Peru, Polônia, Portugal, Romênia, Rússia, Sérvia, Turquia, Ucrânia, Uruguai e Uzbequistão.

Trabalho produzido por Seyran Caferli, do Azerbaijão

De acordo com Erasmo Spadotto, diretor do Salão, a conclusão da seleção foi positiva. “O resultado foi muito produtivo, com trabalhos que transitam por temas atuais e também por formas caricatas e até reais. São obras muito originais, que nos fazem crer que o salão está muito bem para um ‘quarentão’, ao permanecer crítico e questionador”, diz.

Entre os 449 trabalhos expostos, 14 serão premiados durante o evento de abertura do salão, além de outros dois que receberão certificados de menção honrosa. As categorias de premiação são: Charge, Cartum, Caricatura, HQ (Tirinhas), Júri Popular, Temático (o tema desta edição é Imigração), Escultura, Instituto Arcor – Direitos da Infância, Original – Derwent, Saúde Unimed, Águas do Mirante, Câmara de Vereadores, Prêmio Alceu Righeto e o mais esperado, o Troféu Zélio Pinto. O júri seleciona os ganhadores no dia 3 de agosto e os apresentarão na abertura do evento.

Trabalho produzido por Evandro Alves, do Brasil

O SALÃO

O Salão Internacional de Humor de Piracicaba é um festival de humor realizado desde 1974 na cidade, que reúne charges e materiais artísticos da categoria. É um evento importante e considerado um dos maiores do gênero em todo o mundo, fato que fez com que Piracicaba recebesse o título de “Capital Mundial do Humor”.

O Salão foi criado em meio ao contexto da ditadura militar, por iniciativa de jornalistas, artistas e intelectuais da época, e com o objetivo de criticar, com uma pitada de humor, o que consideravam errado no movimento político.

46 anos depois, o Salão de Humor de Piracicaba cumpre o papel de valorizar da arte do desenho de humor e de revelar novos talentos. O evento é anualmente realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo) e do Cedhu (Centro Nacional do Humor Gráfico).

“Mais uma vez tivemos um grande número de trabalhos, oriundos de diferentes países, o que ressalta a importância de salão junto aos artistas de nacionalidades distintas. Estamos muito felizes com a qualidade do material, que mostra que o evento, por mais um ano, será referência”, afirma Rosângela Camolese, titular da SemacTur.

Mariana Requena
[email protected]