Polícia Civil apreende 26.920 cigarros contrabandeados do Paraguai

Cigarros de marcas paraguaias não tinham autorização da Anvisa. (Divulgação/Polícia Civil)

Um homem foi preso após ser acusado de comercializar cigarros contrabandeados do Paraguai, no bairro Monte Rey, nesta sexta-feira (26). No interior do estabelecimento, os investigadores do 5o Distrito Policial teriam localizado 26.920 cigarros. Levado ao 5o Distrito Policial, o delegado Fábio Rizzo de Toledo decidiu pela prisão em flagrante pela venda dos produtos aparentemente falsificados.

Os investigadores da unidade apuraram que o proprietário de um estabelecimento do bairro, estaria comercializando cigarros de origem paraguaia. Os investigadores estiveram no estabelecimento, onde teriam localizado diversos pacotes de cigarros das marcas “Eight” e “Mighty” ambas do paraguai e sem autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para comercialização. Na parte superior do imóvel, onde fica a residência do suspeito foram encontrados outros pacotes dos mesmos cigarros, totalizando 26.920 cigarros.

De acordo com o delegado, não foi fixada fiança do acusado e posteriormente foi encaminhado à carceragem, que fica no mesmo prédio do 1o Distrito Policial. Toledo também encaminhou cópia do auto de prisão em flagrante à Justiça Federal, comunicando a prisão do indiciado.

OPERAÇÃO

A mesma equipe da unidade também participou da Operação Ache o Gato, que resultou nas prisões de cinco homens acusados de fazer furtos de energia da rede elétrica da CPFL Paulista. O delegado estipulou as fianças individuais no valor de R$ 1 mil, mas como não conseguiram efetuar o pagamento, os cinco homens presos foram conduzidos à carceragem.

 

Cristiani Azanha

[email protected]