A importância dos animais de estimação

Os animais e toda a cadeia composta por eles são importantes para os seres humanos, podendo ser usados como meio de transporte, passeio ou esporte, além de servirem como parte da dieta, incluindo a carne e o leite. Cada um deles tem sua função específica na cadeia alimentar. No entanto, os que vêm conquistando cada vez mais espaço nos lares são os animais de estimação.
 
Desde que esses gatos, cachorros, pássaros, roedores entre outros animais foram domesticados, a relação com os humanos mudou e, naturalmente, a relação da família com seu animal também, afinal hoje eles eles são parte da família.
 
Pessoas idosas são cada vez mais desejosas em possuírem animais como forma de terapia para dificuldades com solidão. Muitos indivíduos inserem em suas residências cães para se sentirem mais seguros. O animal de estimação ajuda a preencher o tempo, faz companhia, além de dar e receber atenção. Muitos pais com filhos em fase de desenvolvimento e crescimento têm valorizado os animais de estimação, como parte do relacionamento das crianças, visando os benefícios indicados por educadores e psicólogos.
 
É crescente o número de pessoas com animais em casa disposto a direcionar parte da sua renda para garantir saúde e bem estar aos seus pets. Pesquisas da American Animal Hospital Association apontam que sete entre dez americanos pensam em seus animais de estimação como filhos.
 
A psicanálise adverte que a humanização dos animais pode conduzir a uma animalização dos seres humanos, e que o amor pelos animais não substitua o amor pelas pessoas, pois o ser humano que desiludido e amargurado pela fraqueza dos homens, retira seu amor da humanidade e deposita nos animais, pode estar vivendo uma perversão social. 
 
Acredito que precisamos, enquanto pessoas, pensar em um equilíbrio entre amar os nossos bichinhos e criar um ambiente saudável para a convivência com eles, mas sem humanizá-los. Pois os animais de estimação representam na vida humana uma energia que fortalece contra as ameaças invisíveis, são como um sistema de alarme proporcionando aos humanos um sentimento de segurança.
 
Os animais estão cada vez mais sendo incorporados para práticas recreativas, esportivas, de amizade e tratamentos de problemas de saúde como; TDAH (Transtorno de déficit de atenção), depressão, doenças cardíacas, reumatologias, diabetes, com pesquisas satisfatórias ao analisar os resultados proporcionados aos pacientes em tratamento com a presença e participação dos animais.
 
Mas, talvez, o aspecto mais interessante dos animais de estimação é que ao ser permitido tornarem-se amigos de seus donos, esses bichinhos têm sido completamente disponíveis a eles, e essa convivência harmônica é fundamental para o beneficio da vida como um todo.