A responsabilidade de tornar-se servidor público

A Câmara de Vereadores anunciou na última sexta-feira, a publicação do Concurso Público 01/2019 em que busca prover 14 vagas em diversos cargos de sua estrutura administrativa. Depois de muitos anos acumulando exonerações, aposentadorias e afastamentos, em processo iniciado ainda no ano passado, o edital deu o início oficial ao processo que deve percorrer meses até a efetiva homologação de todos os processos legais, entre eles as provas teóricas e práticas, para alguns cargos.

O concurso tem motivações importantes como, por exemplo, a consolidação de um novo setor junto ao Departamento Administração, o de Compras, que passa a centralizar toda e qualquer utilização de recurso público para o custeio das atividades parlamentares ou das funções constitucionais do Parlamento Municipal. Para cumpri-las é necessário que se tenha um quadro funcional capacitado, modernizado e adequado a funções novas como, por exemplo, a necessidade de comunicar-se cada vez mais e melhor com a população, função executada por um grupo de servidores onde se incluem jornalistas, designer gráfico e fotógrafos.

No entanto, tão importante quando a possibilidade de atualizar quase 15 anos de perda de servidores sem reposição, é expor à sociedade o que se espera de todos aqueles que, pelo concurso público, terão acesso às atividades do Parlamento. O mundo do trabalho tem mudado constantemente, assim como do serviço público. O advento do controle social, das legislações pertinentes à transparência pública e o crescente interesse da participação popular junto aos poderes, imprescindíveis para o aprimoramento do exercício da função pública, requer candidatos que compreendam também estas prerrogativas.

A Câmara de Vereadores de Piracicaba vem numa crescente assertividade no que tange à gestão do erário e do envolvimento social. Cada vez mais a população ocupa espaços de participação em diversos momentos. Sejam os protocolares e solenes, sejam os focados em educação para cidadania, sejam nos regimentais como as reuniões ordinárias e extraordinárias.

A Tribuna Popular por exemplo, dispositivo que tem servido de referência para dezenas de outras Câmara do país que querem, de verdade caminhar rumo à ampliação da participação popular, tem tido uma das maiores ocupações desde a sua criação. E este é apenas um exemplo do ambiente que novos servidores encontrarão aqui. É também o ambiente que servidores da Casa estão conhecendo, reconhecendo e, principalmente compreendendo, de que não há mais espaço para retrocessos ou pouco comprometimento com o que espera o cidadão em relação ao trabalho do Legislativo.

Um trabalho que, claro, tem duas características distintas, o político e o administrativo. Somados, com a consciência de que a qualidade e a capacitação são cada vez mais urgentes e necessárias, chega-se a possibilidades inesgotáveis de construção de políticas públicas adequadas à população.

Que sejam bem-vindos, então, todos aqueles que buscarão uma oportunidade de integrar o quadro de servidores da Câmara de Vereadores de Piracicaba. O que se busca, neste período da história política de Piracicaba, é sim consolidar um Legislativo forte, competente, atuante e comprometido com os princípios gerais da administração pública. Mas ir um pouco mais além, atuando sob o olhar atento da sociedade, com a máxima assertividade e até mesmo superando as expectativas sociais.