Acidente com 3 mortos e 9 feridos mobiliza equipes de socorro da região

Três pessoas morreram e outras nove ficaram feridas após um acidente envolvendo um caminhão e uma Kombi, na manhã de ontem, no km 35 da Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), em Capivari. A equipe aeromédica do helicóptero Águia da Polícia Militar posou no acostamento na rodovia, que ficou interditada nos dois sentidos. A ação movimentou equipes de socorro de Piracicaba, entre elas a PM e os Bombeiros. Um homem que estavam entre os passageiros foi levado até a Santa Casa de Piracicaba, onde permanecia internado em estado grave, mas estável até a tarde de ontem.
 
O chefe operações do Copom (Centro de Operações da Polícia Militar), tenente Frederico Augusto Marques Faria, disse que várias pessoas entraram em contato com a corporação através do telefone 190. “Encaminhamos a demanda para as equipes de Capivari e encaminhamos a ocorrência para os Bombeiros”, disse Faria. 
 
A concessionária Rodovias do Tietê, que administra o trecho, informou que o acidente aconteceu às 7h26. A Kombi da empresa Elo transportava presos do Projeto Reeducando. Na tentativa de ultrapassagem, bateu de frente com um caminhão que seguia no sentido contrário. A via ficou totalmente interditada até às 10h06. Houve congestionamento de aproximadamente três quilômetros.
 
O secretário de Segurança de Monte Mor, Adelício Paranhos, disse que o trecho do acidente é de via única e possivelmente o motorista da Kombi teria tentado uma ultrapassagem arriscada e proibida ao longo de uma curva. “Naquela região já tiveram outros acidentes e, na maioria deles, com vítima fatal. É um trecho com uma curva muito acentuada e com pouca visibilidade”, completou o secretário.
 
Segundo a equipe aeromédica do Águia da PM de Campinas, a vítima considerada mais grave foi de um homem, que estava entre os passageiros da Kombi. Ele foi levado pelo helicóptero ao Hospital de Sumaré, onde permanecia internado em estado grave até a tarde de ontem.
 
“A vítima teve várias fraturas na face. Tivemos que fazer ainda uma abertura na traqueia para fazer a desobstrução das vias respiratórias. Geralmente esse procedimento é realizado através da face, mas não pode ser realizado naquele momento em decorrência das múltiplas fraturas”, disse Davi Emmanoel de Moura, enfermeiro do Águia.
 
A Polícia Civil de Capivari vai conduzir a investigação para apurar as circunstâncias do acidente. Uma das hipóteses que será avaliada é que os passageiros da Kombi não estariam usando cinto de segurança. As vítimas fatais foram os motoristas da Kombi e do caminhão e um passageiro da Kombi.