Acipi lança semana de negociação e crédito à empresas

Três bancos vão oferecer condições especiais em três dias. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Para ajudar clientes a renegociarem seus débitos, com taxas menores e descontos diferenciados, além de oferecer crédito para as empresas da cidade, foi lançado ontem a “Semana da negociação e crédito para empresas”, uma realização da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), em parceria com as instituições financeiras Sicoob Cocre, Bradesco, Santander e Caixa Econômica Federal. A iniciativa ocorre no período de 28 a 30 de outubro, na sede da Acipi, das 10h às 16h.

O principal objetivo do projeto é fazer com que os empresários que tenham alguma pendência financeira possam negociar seus débitos e consigam retomar os negócios “e para quem não testá inadimplente poder fazer um empréstimo com taxas atrativas. Além disso as empresas poderão ter a oportunidade de finalizar os seus processos judiciais de forma conciliatória”, destaca do presidente da Acipi, Luiz Carlos Furtuoso.

O empresário destacou que a medida deve colaborar para os piracicabanos “saiam” da crise financeira que se agravou nos últimos anos. “Muitas empresas estão sem capital de giro. Fizemos essa semana de negociação para que todas as empresas interessadas sejam atendias”, disse.

Conforme lembra Furtuoso, esse projeto é fundamental já que os empresários precisam se preparar para as vendas do fim do ano. “É importante ressaltar que todo fim de ano a empresa tem que pagar o 13º para os funcionários. Sem capital de giro fica complicado, ainda mais no final do ano. Por isso, é importante estar com a ficha limpa”.

De acordo com o superintendente da Caixa Econômica Federal, José Luiz Pavanelli, essa ação fará as empresas resgatarem sua ‘cidadania financeira’. “Nossa intenção é promover condições para que os clientes com dificuldades financeiras possam regularizar a sua situação de maneira simples e vantajosa”, afirmou Pavanelli.

Para a gerente de agência do Sicoob Cocre, Ingrid Correa, a “Semana da negociação e crédito para empresas” vem ao encontro dos princípios cooperativistas. “O papel da cooperativa é ajudar a sociedade e seus associados. A agência é voltada para empresas do comércio. O ciclo de crédito está se organizando para conseguir diferencial para elas”, comentou.

Marcelo Uliana
[email protected]