Acusado de feminicídio em Piracicaba é preso pela Polícia Militar Ambiental de Botucatu

Carro usado pelo suspeito (Claudinho Coradini/JP)

Um encarregado de manutenção de 46 anos foi preso pela Polícia Militar Ambiental, em Botucatu, na manhã desta segunda-feira (19). Ele é o principal suspeito de matar com cinco facadas a ex-mulher Eliana de Jesus Silva Ribeiro, 47, com quem foi casado há 30 anos. Um canivete foi localizado com o suspeito e possivelmente teria sido usado no crime. A mulher foi golpeada na região do abdômen, em frente à sua residência, no Jardim Ibirapuera, em Piracicaba, no domingo (18). Eliana chegou a ser socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Ela teria confessado à Guarda Civil que o responsável seria seu ex-marido. A vítima foi conduzida à Santa Casa, mas não resistiu.

 

Canivete que teria sido usado no crime foi localizado com o suspeito. (Divulgação/PM)

 

De acordo com a PM, após o crime, os policiais conseguiram confirmar o possível responsável pelo crime e após trocarem informações com a corporação em Botucatu, conseguiram localizá-lo. Ele foi conduzido à DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), onde prestará depoimento à delegada Juliana Ricci. O sepultamento de Eliana está previsto para às 9h, desta terça-feira (20), no Cemitério da Vila Rezende.

O CASO

O crime ocorreu na casa da vítima, no bairro Jardim Ibirapuera. O suspeito foi até a casa da mulher para conversar, mas acabaram discutindo. A mulher foi golpeada seguidas vezes e depois o acusado fugiu. Com dificuldade, a vítima  conseguiu caminhar até a calçada para pedir ajuda. Quando a GC chegou, ela conseguiu falar que o responsável era seu ex-marido. Ela chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu. As primeiras apurações da polícia dão conta que o casal estava separado há um mês, mas o homem não aceitava o final do relacionamento.

 

Mulher foi morta em sua residência (Claudinho Coradini/JP)

 

O boletim de ocorrência  foi registrado na Polícia Civil como feminicídio ( homicídio cometido contra mulheres que é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero). Foi o segundo caso registrado em Piracicaba desde o começo do ano. Dia 17 de junho de 2019, a adolescente Daniele Roque dos Santos, de 16 anos, foi assassinada dentro de sua moradia, na Comunidade da Portelinha. O corpo da vítima foi localizado caído no quarto e tinha uma corda no pescoço. O principal suspeito do crime é o namorado da vítima, segundo a Polícia Civil. O suspeito, com quem a adolescente tem um filho de dois anos.

 

Cristiani Azanha

[email protected]