Agência de Bacias cria banco de mananciais

Programa de proteção de mananciais será lançado hoje pela Agência PCJ (Foto: Amanda Vieira/JP)

Um banco de áreas e outro de projetos serão lançados pela Agência das Bacias (PCJ) hoje, 5 de junho, em celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente. A ação tem como objetivo aprimorar a proteção dos mananciais. O lançamento dos dois bancos é necessário diante dos avanços que a Política de Recuperação, Conservação e Proteção dos Mananciais dos Comitês PCJ (Política de Mananciais PCJ) tem proporcionado para a proteção dos mananciais e a adequação ambiental de propriedades rurais nas Bacias PCJ.

O Banco de Áreas PCJ é o cadastro de áreas disponíveis em propriedades rurais, localizadas nas Bacias PCJ, visando restauração ecológica. O cadastramento é voluntário e pode ser realizado a qualquer momento pelo usuário, que pode ser um proprietário, prefeitura ou outra instituição de interesse. A área disponível, uma vez cadastrada, comporá um conjunto de áreas aptas a serem adotadas por interessados como medida compensatória para o cumprimento de obrigação ambiental ou como ação voluntária de responsabilidade social.

Já o Banco de Projetos PCJ é o cadastro de projetos elaborados no âmbito da Política de Mananciais PCJ, disponíveis para a execução das intervenções previstas, com objetivo de adequação ambiental. Os projetos disponíveis neste banco são cadastrados pela Agência PCJ e poderão ser financiados por instituições interessadas em investir em restauração e/ou outras intervenções voltadas à adequação ambiental necessárias.

Ambos os bancos fazem parte do Projeto “Luisa PCJ” (Levantamento de Unidades para Investimento em Serviços Ambientais), que integra dados coletados em campo visando investimentos em adequação ambiental de propriedades rurais, com espacialização dinâmica de dados e informações das Bacias PCJ. O projeto é coordenado pela Assessoria Ambiental da Agência das Bacias PCJ, que ressaltou que “as ações de adequação ambiental têm se tornado mais importante a cada dia com o aumento da necessidade de aproximação entre a produção sustentável e a proteção ambiental, em especial após a crise hídrica que afetou as Bacias PCJ em 2014”.

PALESTRAS

A Etec (Escola Técnica Estadual) Coronel Fernando Febeliano da Costa realiza desde a segunda-feira e encerra nesta sexta-feira (7) a 1ª Semana de Meio Ambiente com o tema “Conscientização Ambiental”.

A programação do evento destina-se, principalmente, aos alunos dos 1º e 2º Etims de Meio Ambiente, com o objetivo de despertar a conscientização ambiental. A semana conta com palestras de vários profissionais da área.

Da Redação