Ajudante é esfaqueado no Mário Dedini

Um ajudante de pedreiro de 45 anos foi esfaqueado após se envolver em uma discussão com o colega que mora na mesma residência, no bairro Mário Dedini, na noite de anteontem. A vítima foi socorrida pelos vizinhos até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), onde permanecia internado até a tarde de ontem em estado grave. O agressor não foi localizado pela Guarda Civil.
 
A confusão na casa da vítima ocorreu às 23h55. Apurações dão conta que vítima e agressor se desentenderam e, em seguida, acabou sendo esfaqueado. O acusado teria fugido da casa e o ajudante foi socorrido por um vizinho.
 
Enquanto recebia os primeiros atendimentos na UPA, o ajudante, que ainda estava consciente, teria informado que o colega que mora na mesma casa atingiu-o com uma faca.
 
Os GCMs foram até a residência da vítima, mas quando chegaram ao endereço informado a moradia estava fechada e apenas com o portão entreaberto.
 
Os patrulheiros seguiram até um bar, que fica bem próxima à casa da vítima. A equipe conseguiu identificar o vizinho, que teria levado a vítima até a UPA. Ele tentou separar a briga entre o ajudante e o colega e acabou sendo ferido de raspão.
 
Outros dois conhecidos da vítima também foram encontrados no estabelecimento, mas alegaram que não sabiam o motivo da briga e que apenas souberam da discussão entre eles. Os GCs preservaram o local até a chegada dos peritos do IC (Instituto de Criminalística), que fizeram o levantamento das circunstâncias do ocorrido.
 
O boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado no plantão policial como lesão corporal. Até a tarde de ontem, o suspeito não tinha sido localizado pela polícia.