Alunos fazem horta e recuperam área no Eldorado

horta Grupo de 77 alunos participa de projeto; atividades ao ar livre. ( Foto: Divulgação)

A partir da iniciativa de um grupo de professores da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Osvaldir Júlio, uma área verde degradada que servia para descarte irregular de lixo no bairro Eldorado, ganhou vida e se transformou em uma extensão da unidade escolar. Diariamente um grupo de 77 alunos com idades entre um ano e meio a seis anos segue para o local. Com garrafas PET em mãos, as crianças se revezam para regar os canteiros de verduras, hortaliças e ervas plantados por elas com o apoio dos professores e de um morador vizinho da escola.

A professora Daniela Stenico Arruda de Oliveira contou que as crianças receberam com alegria a ideia de colocarem as mãos na terra e aprender a cultivar os alimentos. Participam do projeto crianças do berçário até o jardim (pré alfabetização).

“Eu passava com eles para atividades de lazer em uma das ruas próximas da escola. O senhor Marcos plantava uma horta e perguntou se a escola gostaria de usar parte do terreno para plantar uma horta para as crianças”, contou a educadora.

Aceitado o convite, o vizinho abriu uma clareira na área e preparou o solo para receber o plantio da horta.“ As crianças traziam sementes de casa, a avó de uma delas mandou sementes de ervas, toda a comunidade se envolveu no projeto”, contou.

O projeto dos professores e alunos não para por aí. Para evitar o descarte irregular de lixo e outros materiais, o grupo pretende formar um bosque com árvores frutíferas. Os alimentos são colhidos são usados na merenda escolar e outra parte é distribuídas aos moradores vizinhos.

PRESERVAÇÃO — “Em julho, houve uma queimada na área verde devido ao excesso de sujeira e entulho que estava no local. Vendo o problema os professores e a comunidade, criaram a horta comunitária que hoje abastece a escola e ajuda as pessoas mais necessitadas do bairro”, contou a professora.

Na próxima terça-feira (30) às 14h, a horta vai ser inaugurada oficialmente para toda a comunidade. “Esta semana fizemos os ajustes finais no espaço e vamos inaugurar na terça-feira, caso não chova”, avisou a professora.

(Beto Silva)