Amparado por exterior, Ibovespa chega aos inéditos 88 mil pontos

A Bovespa acompanha o tom positivo de suas pares internacionais e avança na manhã desta segunda-feira, 26, dando continuidade à trajetória de ganhos que já dura oito pregões. Pouco antes do fechamento deste texto, o principal índice da Bolsa chegou pela primeira vez na história ao patamar dos 88 mil pontos, conduzido pela valorização generalizada das blue chips.

O apetite dos investidores é estimulado em todo o mundo pela perspectiva de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) irá conduzir a normalização da política monetária dos Estados Unidos de forma gradual, conforme relatório do presidente da instituição, Jerome Powell, divulgado na última sexta-feira.

As atenções estão voltadas agora para depoimentos da autoridade monetária na terça-feira na Câmara dos Representantes e, na quinta-feira, no Senado americano. Powell deverá reconhecer os sinais de solidez da economia dos EUA, mas provavelmente não acrescentará nada que mude a visão dos investidores quanto à trajetória de aperto monetário, segundo analistas.

Em seu discurso, antecipado na sexta-feira, ele apoiou a percepção de juros mais baixos no curto prazo e levou as bolsas de Nova York a um novo rali, além de ajudar a pressionar os rendimentos dos Treasuries.