Aos 112 anos, Lar dos Velhinhos mantém atendimento a 500 idosos

idosos Referência,Lar recebe prêmio pelo pioneirismo. (Foto: Amanda Vieira/JP)

O Lar dos Velhinhos comemorou 112 anos de atividade ininterrupta, no último domingo (26), e celebrou, também, o trabalho de acolhimento de 500 idosos que são atendidos, atualmente, pela entidade. Na oportunidade, foi realizada missa de ação de graças ao Lar pelo capelão e monsenhor Rubens Marin, acompanhado de apresentação do coral Vox Cenaculli. “É um momento muito importante, apesar das dificuldades, estamos seguindo com o bom trabalho junto aos idosos de nossa cidade e região”, lembrou a Irmã Cecília Aparecida de Souza, secretária geral do Lar.

Após a missa, que teve participação dos acolhidos pelo lar, familiares e amigos, aconteceu assembleia comemorativa aos 112 anos da entidade. Na ocasião, o presidente da entidade, Jairo Mattos, falou um pouco sobre o Lar e suas ações para manter o atendimento. Neste evento, foram homenageados com o título de beneméritos o professor Jorge Luiz Daister, que comemorou 40 anos de serviços prestados a unidade de fisioterapia do Lar. Ainda foram homenageados Tércio Becker Salem, pela reforma da quadra de esportes, Euclides Baraldi Libardi, pelo apoio de sua empresa à instituição. O Lar também prestou homenagens aos seus funcionários dos departamentos de administração, manutenção, nutrição e enfermagem, por meio dos representantes: Iara Girelle, Vivi Campos, Jucimara Pereira da Silva, Izabel Oriani e para a voluntária Irmã Cecília Aparecida de Souza.

O diretor de patrimônio do Lar, Nelson Antônio Pinotti, entregou à entidade uma réplica do diploma “Prêmio Zilda Arns” – em metal polido para ser afixado na entidade. A premiação foi criado pela Câmara dos Deputados em 2017 e leva o nome da médica pediatra e sanitarista que fundou as pastorais da Criança e da Pessoa Idosa. A indicação ao prêmio veio por intermédio da deputada federal Ana Perugini (PT) e conquistado devido ao reconhecimento do trabalho desenvolvido ao longo destes 112 anos. Em nome do presidente do HFC (Hospital dos Fornecedores de Cana), José Coral, a servidora Ana Lúcia Pavão também foi homenageada pelo apoio do hospital ao Lar. Após a reunião, todos participaram de um coquetel festivo junto aos acolhidos da entidade.

NÚMEROS – De acordo com Irmã Cecília, o trabalho no Lar dos Velhinhos não para. Recentemente, foram reformados seis pavilhões, para acolhimentos de idosos carentes dois masculinos e dois femininos e outros dois direcionados a acolhimento particular. Além disso, o Lar conta ainda com a primeira Cidade Geriátrica do Brasil, com 132 casas. “Todos estes espaços recebem frequentes visitas de médicos e enfermeiras além de voluntários da área de saúde que atendem nossos idosos e garantem o bem estar de todos eles”, apontou.

(Felipe Poleti)