Aos 94 anos, morre ex-prefeito da cidade de Rio das Pedras

falecimento Galvão foi homenageado pelos vereadores em 2013. Foto: Arquivo/JP.

Morreu ontem, aos 94 anos, o ex-prefeito de Rio das Pedras Antonio Costa Galvão. O corpo será velado hoje, das 6h às 11h,na Câmara de Vereadores da cidade. Em seguida, será levado a São Paulo. O sepultamento está previsto para às 17h, no cemitério do Morumbi, às 17h. O ex-prefeito completaria 95 anos no próximo dia 9 de novembro e mantinha-se lúcido e ativo. Galvão governou Rio das Pedras entre 2001 e 2004, pelo PSDB, e ficou marcado na memória do povo da cidade como um prefeito que governou com responsabilidade, honestidade e que saneou as contas públicas.

Galvão nasceu em Itu, onde viveu até 7 anos. Perdeu os pais ainda criança e foi morar com os padrinhos em Santo Amaro. Morou também em Palmital e em Santa Cruz do Rio Pardo. Em São Paulo, fez o colegial e depois de engenharia civil. Em 1953, conheceu a rio-pedrense Thereza Angélica Marino. Tiveram três filhos, três netas e uma bisneta. Em Rio das Pedras foi pioneiro na construção de prédios e loteamentos asfaltados.

Galvão foi homenageado pelo Legislativo rio-pedrense em 2013. “Esta cidade me deu tantas benesses. Uma delas foi a de se casar com a Thereza e ser genro do senhor Nicola e da dona Seraphina Lucca Marino. Mas o que mais me deu satisfação foi poder retribuir o carinho e poder prestar serviço como prefeito”, disse ele na ocasião. Galvão dá nome ao Centro Cultural do município, obra cuja construção foi iniciada por ele.

(Rodrigo Guadagnim)