Após derrota, Argentina busca vitória no Mineirão contra o Paraguai

Outro jogo da rodada, e que deve trazer muita emoção, é Colômbia e Catar, no Morumbi, em São Paulo. (foto: Divulgação/Conmebol)

A segunda rodada do Grupo B da Copa América acontece hoje. O primeiro jogo será entre Colômbia e Catar, que jogam às 18h30, no Morumbi, em São Paulo; enquanto que Argentina e Paraguai jogam às 21h30, no Mineirão, em Belo Horizonte. Os colombianos são os líderes da chave, com três pontos, enquanto que paraguaios e cataris têm um ponto cada. Os argentinos, derrotados na estreia, seguem sem pontuar.

Após o histórico triunfo diante da Argentina, os jogadores colombianos sabem que precisam melhorar para conquistarem mais um triunfo. “Nesta seleção, desde o goleiro até o técnico, nós estamos cientes do que está sendo feito. Estamos indo passo a passo. Estamos fazendo as coisas bem e trabalhando humildemente para isso”, disse o zagueiro ex-Palmeiras Yerry Mina. “Agora pensamos exclusivamente no Catar, porquê sabemos que não será fácil. Quando se vence, não se vê os erros, porém temos que sentar e analisar, já que todo o grupo sabe que temos que melhorar”, comentou o meia Wilmar Barrios.

Após o empate diante do Paraguai, a equipe do Catar mantém os pés no chão, já que terá uma difícil partida diante dos colombianos. “Conseguimos um bom resultado diante do Paraguai, porém temos que esquecer aquela partida, Nós perdemos muita chances de marcar. Agora temos que nos concentrar para outra duríssima”, disse o defensor Bassam Al-Rawi, que lembrou da grande oportunidade de disputar a Copa América. “Jogar essa competição nos mostra o nível que estamos jogando além de mostrar uma grande imagem do nosso país. Estamos refletindo uma forte marca no futebol desde que jogamos a Copa da Ásia”, completou.

Mesmo com a derrota na estreia para a forte Colômbia, o técnico da Argentina, Lionel Scaloni, acredita que a albiceleste fará uma boa apresentação diante dos paraguaios. “Os jogadores sabem muito bem que uma derrota na estreia é dolorida, porém nós temos mais dois jogos. O mais importante é ficar bem com nós mesmo e corrigir os erros que tivemos no primeiro jogo para vencer o Paraguai”, disse Scaloni.

A Argentina defende um longo e histórico tabu diante do Paraguai na Copa América, já que em 24 jogos, os argentinos nunca foram derrotas pela equipe alvirubra, acumulando 19 vitórias e cinco empates. O último triunfo foi na semifinal da edição de 2015, em que os argentinos venceram por 6 a 1, gols de Rojo, Pastore, Di María (duas vezes), Aguero e Higuaín, com Barrios marcando o gol de honra paraguaio. O último empate também foi em 2015, mas na fase de grupos e terminou empatado em 2 a 2, gols de Aguero e Messi para a Argentina, Valdez e Barrios para o Paraguai.

Na segunda-feira (17), o Chile derrotou o Uruguai por 4 a 0, com gols de Pulgar, Eduardo Vargas (duas vezes) e Alexis Sánchez. Com o resultado, os chilenos lideram a chave ao lado do Uruguai, com três pontos e saldo de gols quatro. Com os gols, Eduardo Vargas chegou a marca de 12 gols na história da Copa América, se tornando o 10º maior artilheiro da história e o maior em atividade.

Ontem à noite, o Brasil também fez sua segunda partida na competição, desta vez contra a Venezuela, porém, até o fechamento desta edição, o jogo ainda não havia terminado. O Resultado completo da partida pode ser consultado no site o JP (www.jornaldepiracicaba.com.br).

Mauro Adamoli
mauro.adamoli@jpjornal.com.br