Após falta de água, moradores reclamam de vários vazamentos

Moradores do IAA mostram vazamento de água tratada que acontece há 5 dias Foto: Divulgação Moradores do IAA mostram vazamento de água tratada que acontece há 5 dias Foto: Divulgação

Após as constantes interrupções no fornecimento de água em Piracicaba, consumidores denunciam agora vazamento de água tratada que duram dias sem que o Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) tome providências. Em uma das reclamações, os moradores decidiram recorrer à Câmara de Vereadores para denunciar um vazamento que, segundo eles, ocorre há mais de 40 dias.

O vereador Ary Pedroso Jr. (SD) usou ontem o site do Poder Legislativo para registrar a queixa dos consumidores. Segundo o post, moradores do bairro Serra Verde procuraram o parlamentar para informar sobre um vazamento de água na rua Pedro Eusébio Stocco. “Segundo relatos, o problema ocorre há mais de 40 dias e, apesar de todos os informes ao Semae, não houve solução”, informa Ary em relato no site da Câmara que também possui fotos da reclamação.

Na sequência, o vereador informou que “cobrará a autarquia para a urgente manutenção do local. Não podemos permitir que, diante da necessidade de preservação de água tratada, uma situação destas perdure tanto tempo”, afirmou o parlamentar.

Em outra reclamação, moradores do IAA reclamam de um vazamento de água tratada na rua Lourenço Togni. De acordo com Fernanda Duarte, há cinco dias ela e os vizinhos protocolaram um pedido ao Semae para manutenção no local do vazamento.

“É água potável no meio da rua, é triste quando apoiam o aumento da tarifa e não sentimos qualidade no pronto atendimento ao consumidor, visto que já fazem cinco dias e a quantidade de água que sai do asfalto é grande e possivelmente nós é que vamos pagar por isso”, afirmou.

O marido de Fernanda, o enfermeiro Reginaldo Santos, contou que ele e os moradores próximos do vazamento acionaram o atendimento do Semae assim que o problema foi verificado. Ele contou que uma equipe chegou a ir ao local no dia do contato. “Eles vieram até aqui olharam e não voltaram mais”, contou Santos.

PERDAS

Durante a participação na sessão ordinária da semana passada, o presidente do Semae, José Rubens Françoso, disse que um dos motivos das interrupções do fornecimento são as perdas de água no sistema.

 

Beto Silva