Após matéria, Sedema corta árvore que ameaçava cair sobre escola municipal

Árvore que ameaçava cair em escola do Glebas Califórnia foi cortada (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

Após a organização de um grupo de mães, uma árvore com aproximadamente 12 metros de altura, que estava oca e ficava em terreno pertencente a um condomínio, ao lado da Escola Municipal Alceu Marozzi Righetto, foi cortada na manhã dessa quinta-feira (14), pela Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente). Pais de alunos da escola municipal, que atende crianças de 4 meses até 6 anos de idade, temiam a queda da árvore sobre as instalações da instituição, que fica no bairro Glebas Califórnia.

Segundo Camila Cassieri, 39, professora, que tem um filho de 5 anos na escola, a árvore estava podre e, caso não fosse suprimida, poderia cair na direção do parquinho das crianças. “Em caso de temporal, poderia cair sobre os alunos, atingindo também as salas de aulas. Desde o ano passado a gente se preocupava com isso, mas há duas semanas nos unimos, postamos nas redes sociais, procuramos a direção da escola, a Sedema e hoje de manhã  cortaram a árvore”, relata.

Assim como Camila, a artesã Melissa Mesquita Zenatti, 35, mãe de um aluno de 4 anos, ficou aliviada com o corte da árvore. Melissa afirma que muitos pais entraram em contato com a prefeitura cobrando uma solução, mas sempre tinham a mesma reposta: “precisamos emitir um chamado para verificar”. Diante do impasse, Melissa, Camila e algumas mães começaram a alertar as demais, em um grupo de WhatsApp, para o perigo da queda da árvore sobre a unidade escolar, se o problema não fosse solucionado.

Melissa chegou a abrir protocolo – nº 2019/25322 – pelo 156. “A nossa união, das mães dos alunos, foi fundamental para que o problema fosse resolvido. Ficamos muito felizes. Isso mostrou que, quando nos unimos, as coisas acontecem”, avalia Melissa.

(Eliana Teixeira)