Após polêmica dos muros, jardim botânico será construído

Jardim Botânico: espaço envolve toda a orla da lagoa do Santa Rita. Crédito: Claudinho Coradini/JP Jardim Botânico: espaço envolve toda a orla da lagoa do Santa Rita. Crédito: Claudinho Coradini/JP

Após a polêmica dos muros do bairro Santa Rita, a Prefeitura de Piracicaba anunciou nesta semana que a primeira etapa de obras para a implantação do Jardim Botânico de Piracicaba, em área do bairro, deve começar no segundo semestre.

De acordo com a prefeitura, o prefeito Barjas Negri (PSDB) autorizou o investimento de R$ 200 mil para a instalação de guarita, estacionamento para ônibus e carros, além de melhorias nas trilhas. A entrada no Jardim Botânico será no cruzamento entre a avenida dos Concepcionistas e rua Livio Ferrari.

Ainda nesta fase, será realizado o fechamento da área, com gradil metálico vazado, por meio de doação de R$ 300 mil, que será realizada por membros da Associação Amigos do Jardim Botânico, recentemente criada.

O acesso do público à área de 310.821 metros quadrados será gratuito. O espaço envolve toda a orla da lagoa do Santa Rita, com aproveitamento do Viveiro de Mudas, gerenciado pela Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente).

Por meio de nota, o prefeito explicou que esta é a primeira etapa de serviços para o enquadramento da área nos órgãos competentes para, assim, obter recursos e investimentos futuros. “Esse investimento inicial vai possibilitar o funcionamento adequado do Jardim Botânico, ao lado do Viveiro, onde já existe uma boa estrutura. Nossa expectativa é que essa etapa seja iniciada até o segundo semestre deste ano”, disse.

RECURSO

A criação do Jardim Botânico no Santa Rita foi um dos argumentos usados pela Prefeitura de Piracicaba para manutenção do muro existente na avenida dos Concepcionistas. O argumento da administração municipal – no entanto – foi desqualificado pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Piracicaba, Felippe Rosa Pereira, que manteve a decisão de derrubada das barreiras.

O Jardim Botânico é dividido em três áreas distintas: uma anexa ao Parque do Engenho Central, uma no Santa Rita – no entorno da Lagoa e uma no Parque Natural da Cidade, situado em Santa Teresinha (Rodovia SP-304) no total de mais de 860 mil metros quadrados.

 

Beto Silva