Após polêmica, Parada LGBT em Piracicaba é adiada para 8 de dezembro

Nota oficial do presidente da ONG Casvi, Anselmo Figueiredo, sobre o adiamento da PArada LGBT foi enviada no final da tarde de sábado (9) à imprensa. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

 

A ONG Casvi (Centro de Apoio e  Solidariedade à Vida) de Piracicaba confirmou, à imprensa, na tarde deste sábado (9), que a Parada LGBTQI que ocorreria neste domingo (10) foi adiada para próximo dia 8 de dezembro.

 

Em nota a entidade responsável pela organização do evento informou que, “em reunião reunião com os agentes de segurança pública que garantem a seguridade do evento (Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, Semuttran e Samu) bem como outros órgãos da Prefeitura Municipal de Piracicaba decidimos adiar a Parada por conta das constantes ameaças que estamos recebendo, a fim de garantir a segurança da população LGBTQI presente no evento”.

 

Segundo o comunicado, tanto a Polícia Militar quanto a Guarda Civil foram enfáticas no sentido de propor a alteração de data para evitar que qualquer incidente negativo pudessem decorrer.

 

“Agradecemos imensamente às autoridades e aos parceiros que tem nos apoiado nesse momento e não se deixaram levar por acusações precipitadas. Em especial agradecemos à ONG Mães pela Diversidade, assim como os diversos coletivos e organizações do movimento LGBTQI e do movimento negro”, informou.

 

Beto Silva

[email protected]