Apresentações do Fentepira se espelham por toda a cidade

apresentações Festival Nacional começou ontem e deve ocupar, até dia 4, diversos espaços culturais de Piracicaba. ( Foto: Divulgação)

O espetáculo infantil Salve, Malala, da Cia La Leche, de São Paulo (SP) abriu ontem no Teatro Municipal Dr. Losso Netto a 13ª edição do Fentepira (Festival Nacional de Teatro de Piracicaba). A programação segue até o dia 4 de dezembro, em diversos pontos da cidade. Ontem também, no período noturno, o Teatro do Engenho recebeu a peça Erêndira, a Flor do Deserto, da Cia 3º Ato de Teatro, de Piracicaba.

Hoje (27), o Teatro do Engenho é palco de dois espetáculos, encenados, respectivamente, às 15h e às 20h: A Pequena Semente do Tempo, espetáculo infantil da Cia Navega Jangada de Teatro, de Santo André (SP), e O Longo Caminho que Vai do Zero a Ene, da Cia do Alto, do Rio de Janeiro.

Amanhã (28), é a vez do Grupo Forfé de Teatro, de Piracicaba, apresentar, no Teatro do Engenho, às 19h, a peça Delírios. Na quinta-feira (29), no mesmo local, o Coletivo Peneiras, de Piracicaba, encena, às 20h, o espetáculo Arraigada – a Saga Popular de uma Heroína.

Na sexta-feira (30), o Espaço Floreia recebe, às 20h, a peça Colônia, de autoria da META Produções Artísticas (RJ). Já no sábado (1º), a atriz Georgette Fadel, de São Paulo apresenta, no ECA Guarantã, a peça Afinação I. No domingo (2), ocorrem, no Parque da Rua do Porto, próximo ao Casarão do Turismo, dois espetáculos, às 15 e às 17h, respectivamente: Romeu e Julieta, da Cia Talagadá, de Itapira, e Areôtorare – O Verbo Negro e Bororo do Índio Profeta, do Grupo Teatro Imaginário Maracangalha, de Campo Grande (MS). Por fim, no dia 4, às 20h, no Teatro Municipal Dr. Losso Netto, acontece o espetáculo convidado Os Que Têm A Hora Marcada (adulto), da Ceta – Companhia Estável de Teatro, de Piracicaba.

O FENTEPIRA – A primeira edição do Fentepira realizou-se em 2006 e, um ano depois, o município sancionou a lei 6072/2007, a fim de regulamentar o festival, organizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo (SemacTur).

( Da Redação)