ArcelorMittal comemora 24 anos em Piracicaba

empresa Luis Augusto de Arruda Penteado,diretor da empresa. ( Foto: Bolly Vieira/ Arcelor Mittal)

Tecnologia de ponta, alto investimento em equipamentos e pessoas, forte gestão ambiental e social marcam os 24 anos da ArcelorMittal no município de Piracicaba, comemorado nesta terça-feira (6/11). Com capacidade produtiva de 1 milhão de toneladas de vergalhões por ano, a unidade é considerada a maior produtora de vergalhão do país. Destinado à construção civil, seu produto atende os mercados interno e externo.

Há mais de duas décadas, a Arcelor Mittal contribui com a geração de empregos diretos e indiretos e renda para o desenvolvimento econômico do município e região. Presente em mais de 60 países, o Grupo Arcelor Mittal emprega 210 mil empregados próprios no mundo, cerca de 16 mil no Brasil e 450 em Piracicaba. Somente esse ano, a unidade aumentou em 20% seu quadro de empregados.

Em 20 anos, a usina de Piracicaba aumentou significativamente sua produtividade, atingindo números recordes. Este crescimento, pautado nos valores de sustentabilidade, liderança e qualidade, é resultado de uma equipe de empregados de alta performance e de um sistema de gestão integrada, que prima pela excelência de seu produto, processos e serviços.
“O aço está presente no cotidiano de todos, desde um simples grampo de cabelo a obras de infraestrutura. Fazemos parte da transformação do mundo e isto é motivo de muito orgulho. Estamos crescendo a cada ano, inovando em processos, pessoas e tecnologia, nos tornando mais competitivos e, assim, possibilitando um futuro melhor aos nossos empregados e ao nosso município”, afirma Luis Augusto de Arruda Penteado, diretor da ArcelorMittal Piracicaba.

Na esfera social, apenas em 2017, mais de 33 mil pessoas participaram dos 13 projetos promovidos nas áreas da cultura, educação, saúde e promoção social, oferecidos pela siderúrgica em parceria com a Fundação Arcelor Mittal Brasil, com o poder público municipal, entidades assistenciais e associações de bairros.

O cuidado com o meio ambiente vai além dos muros da empresa. Com foco na valorização dos resíduos gerados em seu processo produtivo, grande parte deles é transformada em coprodutos, empregados como matéria prima em outros processos industriais. Indispensável para o processo produtivo, a planta reutiliza 98% da água captada, o que torna a operação mais sustentável.

(Da Redação)