Argentina aumenta controle na imigração visando a Cúpula do G20

Argentina aumenta controle na imigração visando a Cúpula do G20
Fonte: Agência Brasil

A seis dias da Cúpula do G20 (que reúne as maiores economias do mundo), Buenos Aires está com a rotina modificada e o esquema de segurança, principalmente nos controles de imigração, ganhou ainda mais reforço. A expectativa da Argentina é receber 6 mil pessoas das 34 delegações de países participantes até o dia 1º.

A cúpula, que ocorre de 30 de novembro a 1º de dezembro, vai reunir os principais líderes políticos mundiais, como os presidentes Donald Trump (Estados Unidos), Vladimir Putin (Rússia), Xi Jinping (China), além de Michel Temer, que já confirmaram presença. O presidente eleito Jair Bolsonaro foi convidado, mas não indicou se irá.

O diretor de Imigração Nacional, Horácio García, disse que o padrão é internacional. “A Argentina tem hoje um padrão de segurança que é o esperado para um evento como o G20, e estamos no caminho para os países mais avançados do mundo, com a incorporação da tecnologia e da informação.”

As autoridades argentinas mantêm conexão permanente com a Interpol internacional. Para a entrada de estrangeiros no país, os passageiros que chegarão pelo aeroporto internacional de Buenos Aires terão de passar por portões biométricos e consulta on-line dos dados do Registro Nacional de Reincidência para verificação de antecedentes.

“Por sugestão do ministro do Interior, Rogelio Frigerio, desde 2017, reforçamos as medidas de segurança para o controle migratório visando o G20”, afirmou Horário García.

 

*Com informações da Telam, agência pública de notícias da Argentina

 

Argentina aumenta controle na imigração visando a Cúpula do G20