Arrecadação será repassada para ONGs da causa animal

Arrecadação será repassada para ONGs da causa animal. Doação pode ser feita de segunda a sexta, das 9h às 18h (foto: Claudinho Coradini/JP)

A sede do 5o Distrito Policial, no bairro Santa Teresinha é ponto de coleta para rações para cães e gatos e remédios. As arredações serão encaminhas posteriormente para ONGs da causa animal. A sede da unidade fica na avenida Cristovão Colombo, 2.606. As doações podem ser realizadas de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

O delegado Fábio Rizzo de Toledo disse que outras ações foram realizadas como ativistas e protetores da causa animal.

“Após as arredações nós entramos em contato com essas pessoas que cuidam dos animais abandonados, em risco, e até machucados”, disse o delegado.

Segundo o delegado, sua família adotou um gato, que vivia no cemitério e desde então, passou a olhar a questão dos animais abandonados de uma maneira mais próxima.

“Os animais abandonados não têm como pedir socorro, não tem como reclamar de fome, frio ou dor”, afirmou.

O delegado ressaltou que os policiais da unidade não aceita nenhuma doação em dinheiro. Aceitam exclusivamente, rações, ou quando necessários algumas medicações.

MAUS TRATOS

“Enfatizamos que abandonar, os maus-tratos caracterizam crime. Percebemos que infelizmente, algumas pessoas tem o péssimo hábito de abandonar os animais em locais públicos como cemitérios, ou até mesmo perto da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz). A pessoa que pretende fazer isso é importante que repense sua atitude”, completou o delegado.

Toledo orientou ainda que caso, alguém seja flagrado agredindo, colocando em situação de risco ou abandonando o animal deve avisar a polícia.

OUTRA CAMPANHA

Em junho deste ano, os policiais da unidade também realizaram campanha do agasalho com a arrecadação de 589 cobertores novos que foram doados para oito entidades assistenciais e grupos que atuam em prol das pessoas em vulnerabilidade social.

A iniciativa para a realização da campanha foi da Polícia Civil e foi idealizada pelos funcionários de sua unidade policial.

Fizemos as entregas ao longo da campanha, pois passamos por um período de tempo mais frio e as pessoas necessitadas não poderiam esperar. Por isso, assim que começamos a receber uma entrega razoável das unidades, já procuramos as entidades e grupos para o recebimento”, completou o delegado

Para Toledo, a campanha também foi importante para aproximar a Polícia Civil da comunidade.

Cristiani Azanha
[email protected]