Artista piracicabano expõe obras na Itália e EUA

Feliz em ver suas obras em Veneza e em Miami, Juliano se diz honrado em expor a arte Naïf mundo afora (foto: Divulgação)

O artista plástico piracicabano Juliano Silva leva a arte brasileira para os Estados Unidos e a Europa em exposições que acontecem neste mês. Seus quadros estão expostos em Veneza, até o dia 31, na mostra “Sidebyside”, da La Biennale di Venezia, e chegam a Miami na quinta-feira (23), para a exposição “Brazil Connection – Here We Are”.

A mostra Sidebyside, na Itália, acontece na galeria Arte Spazio Tempo, e conta com curadoria de Alcinda Saphira, especialista brasileira em arte que vive em Nova York. Sidebyside tem o objetivo de difundir os movimentos de vanguarda mais atuais e levar para Veneza uma galeria de artistas nunca antes exibida na cidade. Entre diversos outros fotógrafos e artistas, a mostra conta com duas obras de Juliano Silva: “La Serenata” e “O Flautista”, ambas de 2019.

Já em Miami, a galeria Art Hood 56, com consultoria da BC Art Consulting, recebe uma exposição com cores e ritmo brasileiro. “Brazil Connection – Here We Are” recebe três quadros de Silva, que é caracterizado pelos curadores como livre e autodidata. “As obras de Juliano Silva são repletas de poesias e emoção. Fortemente influenciado pelo seu pai (Ciro de Oliveira e Silva), um grande artista naif, desde sua infância teve contato com as tintas e pinceis, sendo sua arte livre, autodidata e sua forma de expressar suas emoções íntimas. É impossível ficar indiferente diante de uma das criações do artista”, diz depoimento da BC Art Consulting.

Juliano se diz honrado em representar a arte nacional fora das fronteiras brasileiras. “Estou muito feliz de ser selecionado para a Bienal de Veneza e em Miami, um lugar que respira a arte. Sinto-me muito honrado em poder compartilhar meus trabalhos, minha arte, e representar isso muito bem no exterior”, declara.

Juliano Silva nasceu em Piracicaba, em 1984, e sempre esteve envolvido com a arte naif, tendo como principal influenciador, Ciro de Oliveira, já falecido.

Iniciou sua carreira fazendo esculturas em porcelana fria, mas a necessidade de expressar seus sentimentos era maior, e sentiu a necessidade de mudar para a pintura, para a qual utiliza técnica de acrílico sobre tela.

Silva já expôs seus trabalhos em diversas exposições pelo Brasil e mundo, entre elas “BÏNaïf – Bienal Internacional de Arte Naïf”, em Socorro, SP; “Universo de Las Artes”, em Buenos Aires, na Argentina, e o “Salon Internacional D’Art Contemporain – Carrousel Du Louvre”, em Paris.

SERVIÇO

Exposições internacionais do artista Juliano Silva.

Veneza: Até 31/05, das 18h às 20h – Campo del Ghetto, 2877.

Miami: Abertura em 23/05, às 19h – 5600, NW 7th Ave.

Mariana Requena