Árvore Alecrim-de-campinas terá de ser retirada da praça

Diagnóstico da Sedema mostra árvore infestada por cupins. (foto: Amanda Vieira/JP)

A Prefeitura vai retirar uma árvore da espécie alecrim-de-campinas (Holocalyx balansae) da praça José Bonifácio. A árvore, de aproximadamente 50 anos, apresenta lesões e está infestada de cupins.

Os problemas de saúde da espécie foram constatados por meio de ultrasson realizado pela empresa Engemaia, na semana passada.

A árvore, que está plantada ao lado do playground, que será totalmente revitalizado, pode colocar em risco crianças e pessoas que passam pela praça. A previsão é que a retirada aconteça ainda nesta semana. O ultrasson foi feito por Marcel Fernando, engenheiro agrônomo na Engemaia.

O laudo produzido e entregue à Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), mostra que o alecrim-de-campinas está com lesões que atravessam o tronco de um lado ao outro. “Essas lesões podem comprometer a integridade das pessoas que passam pela praça, principalmente nesta época em que começam os temporais”, analisa Fernando.

O secretário de Defesa do Meio Ambiente, José Otávio Menten, informa que os problemas já haviam sido detectados em inspeção visual por técnicos da Sedema. Ainda de acordo com Menten, os exames de ultrasson serão feitos em outras árvores da praça, que também já passaram por inspeção visual e apresentaram problemas fitossanitários. “A praça José Bonifácio passa por uma grande revitalização em sua infra- -estrutura e o paisagismo também faz parte. Há muitas árvores que foram plantadas ali há 40, 50 anos, sem planejamento da arborização e que já completaram seu ciclo.

Não é vantagem para o município investir na praça sem um planejamento completo”, avalia. Segundo o secretário, outras espécies serão introduzidas no espaço para substituir as que precisarem ser retiradas.

Da Redação