Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2

Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Fonte: Agência Brasil

Para lembrar o Dia Mundial do Diabetes e conscientizar a população sobre o diabetes tipo 2, a Associação de Diabetes Juvenil (ADJ) lançou o projeto Bom Dia – Um Dia de Cada Vez, e Cada Dia Melhor!. O objetivo da campanha é chamar a atenção para a importância do diagnóstico precoce, por meio de consulta e exames, e para a necessidade da adesão ao tratamento indicado pelo médico.

A campanha destaca ainda o alerta para mudanças de hábito e estilo de vida que têm de ser de adotadas pelas pessoas diagnosticadas com a doença.

Diabetes

Teste que mede a quantidade de glicose no sangue permite diagnosticar a doença – Arquivo/Agência Brasil

Segundo a ADJ, serão postados vídeos nas redes sociais da associação (Facebook, Instagram e Youtube), com depoimentos de convidados que falarão sobre as causas da doença, tratamentos e formas de prevenção. O primeiro vídeo, com o ator Danton Mello, que é o embaixador da campanha, já está no ar.

“Queremos motivar as pessoas a começarem cada dia com otimismo, seguindo o princípio de ‘um dia de cada vez’, comprometendo-se justamente com o dia que estamos sempre vivendo: o dia de hoje. Sem impor a si mesmo decisões para a vida toda, à base do ‘nunca mais vou…’, que resultam em grandes frustrações”, disse o gerente de marketing  do laboratório Servier, Rafael Borges.

De acordo com o Ministério da Saúde, estima-se que no Brasil, existam mais de 12,5 milhões de diabéticos tipo 2, e as mortes em decorrência da doença, aumentaram 12% em seis anos.

Os sintomas do diabetes tipo 2 são fome e sede frequentes, alteração visual, infecção na pele, principalmente quando as feridas demoram para cicatrizar, infecção de rins, vontade constante de urinar, emagrecimento sem controle e razão e formigamento.

De acordo com a ADJ, a doença pode aparecer em qualquer pessoa, de qualquer faixa etária, mas o risco maior está entre indivíduos com mais de 40 anos, obesos e sedentários. A hereditariedade, o consumo elevado de álcool, a hipertensão, o colesterol e os triglicerídeos alterados, além de histórico de diabetes gestacional, também são fatores de risco.

O diabetes é uma doença progressiva  e, se não for tratada adequadamente, pode ocasionar complicações como doenças cardiovasculares, hipertensão, insuficiência renal, perda de visão e até amputação de membros.

Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2