Atenção com os pés no inverno

Os pés precisam de cuidados, são eles que sustentam o corpo o dia todo

Pensar em saúde no inverno geralmente remete a doenças respiratórias e cuidados com o vírus da gripe, mas você já pensou que o seu pé pode ser uma das partes do corpo que mais inspira cuidado quando as temperaturas diminuem?

Com o uso de sapatos fechados e meias, os pés são mantidos em um ambiente abafado e, por vezes, úmido, que é propício para a proliferação de micoses e unhas encravadas, além do ressecamento típico do período, que pode ser um grande problema estético e também causar dores.

De acordo com a podóloga Cristina Lopes, mesmo que os “pezinhos” não apareçam muito no inverno, o cuidado com a saúde deles deve existir. “As pessoas se esquecem ou deixam de cuidar dos pés nesta estação por conta da pouca necessidade de exibi-los, mas a questão é que nesse período os riscos são maiores”, afirma.

A especialista dá algumas dicas para evitar aquela frieira e outros incômodos que têm a tendência de serem encarados no friozinho.

1. SAPATOS CONFORTÁVEIS

Nada de tênis e botas apertados, já que eles podem ser verdadeiros vilões para as unhas dos pés. “Escolha sempre sapatos confortáveis que não apertem as unhas e os dedos para evitar o encravamento das unhas”, alerta Cristina.

2. MEIAS DE ALGODÃO

Prefira sempre meias produzidas nesse material, já que ele é o mais indicado para manter os pés longe das micoses. “Dê preferência às meias de algodão, que absorvem melhor o suor dos pés e permite que eles respirem, evitando a proliferação de fungos e bactérias”, diz.

3. ALTERNE OS SAPATOS

Não repita o mesmo sapato por vários dias seguidos, é importante deixá-lo “respirar” fora dos pés para eliminar a umidade. “Troque os sapatos sempre que utilizá-los e deixe-os em local arejado por algumas horas após o uso”, orienta a podóloga.

4. HIDRATAÇÃO

Não é apenas a pele do rosto que é mal tratada pelas baixas temperaturas, os pés também precisam de maior hidratação nesse período. “Use cremes específicos para a região dos pés e mantenha eles sempre hidratados. Durante o inverno é comum existir um ressecamento maior e por isso o uso de creme específico deve ser diário”, indica.

5. BACTERICIDAS

É hora de tirar o talco da gaveta! Além de ajudar com os maus odores, esse produto também carrega componentes bactericidas. Cristina atesta funcionalidade: “A utilização desses produtos nos sapatos e nos pés evita que fungos e bactérias se proliferem”.

6. SECAGEM

“Seca bem esse pé, menino. Se não, vai ter chulé”. Quem nunca ouviu isso da mãe que atire a primeira pedra, e a fala é sábia. Uma secagem eficiente é importante para manter a saúde dos pés. “Após o banho seque bem o vão dos dedos e os pés para evitar o aparecimento de micoses e frieiras”, ressalta a especialista.

Também é válido visitar o podólogo com mais frequência no inverno. O profissional pode fazer o corte certo das unhas, seguindo o formato dos dedos, cuidado que ajuda a impedir o doloroso encravamento.

Mariana Requena