Atitudes determinantes para a volta ao mercado de trabalho

Mantenha seu network atualizado, participe de encontros e reuniões, isso abre “inúmeras portas” (Foto: Freepik)

A crise econômica que se estende há cinco anos no Brasil deixou marcas profundas no mercado de trabalho. Prova disso são os dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em março deste ano, os quais apontam para um aumento na taxa de desemprego para 12,4% no primeiro trimestre desse ano, porcentagem que atinge 13,1 milhões de brasileiros.

Para Ivan Corrêa, sócio-diretor da Posiciona Educação & Desenvolvimento, empresa focada na melhora da competência de profissionais, o desemprego não é reflexo apenas da crise econômica, mas também do conjunto de fatores advindos da revolução tecnológica. “O ambiente corporativo está cada vez mais exigente. As empresas passaram a diminuir o fluxo de contratações para investir em profissionais multitarefas altamente capacitados. Ou seja, aqueles que seguem em busca de um trabalho tendem a sentir insegurança. Por outro lado, situações como esta pedem calma para conseguir analisar todas as possibilidades e planejamento a fim de estar apto a atingir os objetivos traçados”, afirma.

De acordo com o especialista, cinco atitudes podem ser determintes para que o profissional se reinvente e torne-se mais atrativo para o mercado de trabalho.

DEFINIR PRIORIDADES

“Para ter sucesso em uma recolocação, é fundamental traçar os objetivos de carreira a fim de definir as prioridades profissionais e, consequentemente, facilitar o processo de concentrar os esforços em oportunidades adequadas ao perfil do trabalhador”, afirma Corrêa.

TORNAR-SE ATRATIVO

“O currículo é a porta de entrada para as organizações. Neste contexto, excelentes profissionais são descartados no processo de recrutamento por apresentarem um conteúdo em desacordo com a oportunidade de emprego. Na prática, o material deve ter um design clean com, no máximo, duas páginas que destacam as experiências mais relevantes para a posição a ser aplicada. Outra sugestão que faz a diferença nesta ação é utilizar palavras-chave capazes de remeterem a vaga”, Ivan Corrêa dá a dica.

NETWORKING

“É imprescindível alimentar uma rede de relacionamentos por meio de telefonemas e encontros descontraídos com pessoas inseridas em ambientes de interesse do profissional”, alerta Ivan.

ATUALIZAR-SE

“A habilidade de aprendizagem contínua é uma exigência para qualquer pessoa, pois é um meio de continuar em alinhamento com as últimas novidades do mercado. Neste sentido, é possível usar o tempo livre para dedicar-se a participação em workshops, cursos, palestras e eventos da área de interesse”, indica o especialista.

ABRIR A MENTE

“Os serviços fixos nem sempre são tão fáceis de encontrar. Por esta razão, é imprescindível abrir a mente para saídas alternativas como é o caso das vagas temporárias. Antigamente, esta espécie de emprego era de exclusividade dos períodos sazonais. Mas, hoje em dia acontecem com maior frequência devido aos projetos pontuais das empresas. Entre os benefícios deste trabalho encontram-se: possibilidade de contratação, oportunidades futuras, ampliação de networking e impulsionamento do portfólio”, ressalta.

Mariana Requena