Ato no centro do Rio reúne manifestantes em defesa do Museu Nacional

Ato no centro do Rio reúne manifestantes em defesa do Museu Nacional
Fonte: Agência Brasil

Centenas de estudantes, professores e funcionários do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, atingido por um incêndio neste domingo (2), se reuniram na Cinelândia, no centro da cidade do Rio, no ato Luto pelo Museu Nacional, com críticas à falta de investimentos em conservação do patrimônio histórico. O protesto começou por volta das 16h e durou mais de duas horas. A manifestação ocorreu em frente à Câmara dos Vereadores do Rio.

Diversas entidades estudantis, entre elas a União Nacional dos Estudantes (UNE), a Associação Nacional de Pós-Graduandos (SNPG), o Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), também se manifestaram pela defesa da educação pública, de qualidade e socialmente referendada.

O Luto pelo Museu Nacional! Em defesa da universidade pública!, é o primeiro ato convocado em função do incêndio que destruiu quase todo o acervo do Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, zona norte do Rio. Na convocação pelas redes sociais, os organizadores informavam que ocorreram três incêndios em prédios da UFRJ nos últimos anos.

Durante o ato político, houve um princípio de tumulto entre os diferentes grupos de estudantes, mas a situação foi logo contornada pela tropa de choque da Polícia Militar. Para dispersar os manifestantes, a PM atirou bombas de efeito moral. Não houve prisões.

Ato no centro do Rio reúne manifestantes em defesa do Museu Nacional