Ato pró-Lula reúne 50 na praça do Terminal Central

Cerca de 50 membros do Comitê Popular em Defesa da Democracia e pelo direito de Lula ser candidato realizaram ato público no final da tarde de ontem na praça do TCI (Terminal Central de Integração). Com o slogan Lula Livre — Venha defender a democracia, a mobilização teve início no mesmo momento em que começava o julgamento o habeas corpus preventivo do ex-presidente pelo STF (Supremo Tribunal Federal).
 
De acordo com a presidente do PT Piracicaba e membro do Comitê Popular, Penéloti Mendes, a situação “é revoltante, tanto que os maiores juristas do país e do mundo já denunciaram a farsa desse julgamento. Eles querem tirar Lula da eleição”.
 
Segundo o Comitê Popular, das 16h às 18h30, cerca de 10 mil trabalhadores passaram pelo terminal central e foram abordados por simpatizantes ao ex-presidente Lula. “O que também está em jogo é a nossa democracia e não pelo Lula ser ou não culpado. A prisão de Lula, em segunda instância, vai contra o artigo 5º, da cláusula pétrea da nossa Constituição, onde diz que ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal”, completou.
 
Foram pendurados cartazes com imagens do ex-presidente para chamar a atenção das pessoas no TCI. Além disso, um grupo do Levante Popular da Juventude realizou um “baile funk da revolução”, com versões de músicas famosas de Anitta e outros artistas, além de panfletos com informações sobre o julgamento do habeas corpus e sobre a atuação do comitê na cidade. (Felipe Poleti)