Atriz pornô fala na TV sobre caso que manteve com Trump

A emissora americana CBS transmitiu neste domingo, 25, em seu programa 60 Minutes, uma entrevista do jornalista Anderson Cooper com a atriz pornô Stormy Daniels, que diz ter tido um caso amoroso com o presidente dos EUA, Donald Trump, em 2006. Na conversa, ela diz que foi ameaçada, que manteve relações sexuais com o magnata sem proteção e contou que Trump a comparou com Ivanka, sua filha.

“Eu estava num estacionamento, a caminho de uma aula de ginática com a minha filha pequena. Um homem aproximou-se e disse: Deixa o Trump em paz”, declarou Stormy. “Depois, ele se inclinou, olhou para a minha filha e afirmou: É uma menina linda, seria uma pena se alguma coisa lhe acontecesse à mãe.”

Stormy revelou ainda que manteve relações sexuais com Trump sem preservativos. “Ele não tocou no assunto”, afirmou a atriz, quando questionada pelo jornalista se o tema havia sido abordado. Ela também contou que o magnata a comparou com Ivanka e disse que atriz era “tão bonita e inteligente” como a filha. Em determinado momento da entrevista, Stormy afirmou que, durante um dos encontros com Trump, em um hotel de Beverly Hills, ele fez com que ela assistisse a um documentário sobre ataques de tubarões no Discovery Channel.

Contrato. Pouco antes da eleição presidencial, em outubro de 2016, o advogado de Trump, Michael Cohen, pagou US$ 130 mil como parte de um acordo para que Stormy não falasse sobre o assunto. Trump nega que tenha tido um caso com a atriz. Até o início da madrugada, a Casa Branca não havia se pronunciado sobre o assunto. (AP)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.