Aulão de dança em prol de Rodrigo Bettini acontece neste sábado (25)

Pulseiras para ajudar Rodrigo custam R$ 10 (adiantado) e R$ 20 (na hora) (Foto: Amanda Vieira/JP)

O Clube Palmeirão recebe neste sábado (25), a partir das 15h, um aulão de zumba, fitdance e ritmos em prol do professor e campeão mundial de pilates Rodrigo Bettini, que lura contra um câncer. O evento reunirá cerca de 20 professores de dança da cidade e a entrada para o evento é uma pulseira que pode ser adquirida com qualquer um dos instrutores presentes no aulão a partir de R$ 10 adiantado ou de R$ 20 na hora do evento.

Professora de zumba e amiga de Rodrigo, Lucila Monis é uma das instrutoras que participarão do evento, além de ser a responsável pela organização. A ideia de fazer esse evento foi a partir do momento em que ela descobriu a situação de seu amigo. “Vi em uma postagem em uma rede social que ele tinha se afastado da zumba para dar aulas de pilates, street dance e mandei mensagem em um grupo de professores de dança na cidade perguntando sobre ele, porém ninguém me respondeu. Depois disso procurei a Clara (esposa dele) e ela me explicou que ele teve seis pólipos em vários órgãos e fez uma cirurgia para retirá-los e que estava com câncer, teria que fazer quimioterapia e não podia trabalhar”, explicou.

Lucila ministra as aulas de zumba nos Varejões da Vila Rezende, Pisca e Água Branca, atendendo a aproximadamente 200 alunas, além de ser conhecida na cidade em razão deste ritmo de dança. Com essa bagagem, resolveu usar seu crédito para organizar esse evento. “Como tenho muita influência na dança da cidade, tive a ideia de fazer esse aulão, chamei os outros professores, falei da situação do Rodrigo, de que ele não poderia trabalhar. Dependemos da dança para sobreviver e estava muito complicada a situação para fazer os exames e tratamentos. Depois vários professores foram aderindo a iniciativa”, detalhou.

A organização do evento acontece desde o ano passado, como explica Lucila, que procurou os responsáveis pela administração do Clube Palmeirão para conseguir um dia para o evento. “Expliquei a situação e perguntei se poderiam ceder um dia em janeiro e felizmente eles liberaram tudo e comecei a me organizar”, disse a professora, ressaltando que a maioria das pulseiras já foram vendidas. “São 300 (pulseiras e vendemos aproximadamente para 250 pessoas”, concluiu.

Em relação a situação atual do Rodrigo, Lucila disse que ele está melhorando e reagindo bem ao tratamento. “Ele já não tem mais câncer, então o médico indicou 12 sessões de quimioterapia para ele não voltar mais. Ele já fez a primeira e felizmente não passou mal. Todos estamos juntos pra ajudá-lo para não faltar nada, seja os exames ou as necessidades pessoais”, concluiu.

Além de Lucila Monis, os outros professores presentes no aulão são: Anderson Rodrigues, Gabriele Presotto, Ana Paula Rodrigues, Maria Flávia Ferreira Fischer, Renata Polli, Jéssica Gonçalves, Aline Domingos de Moraes Rocha, Cristiane Graziela Santos, Patrícia Jonas Cardoso, Andrés Eduardo Opazo, Henrique Leme, Janaína Batistella, Isadora Baumann Fracasse, Angélica Amaral, Monique Carvalho Vacchi, Talita Oliveira, Mariane Cristina, Elisangela Fraga e Gustavo Elias.

Mauro Adamoli