Autismo é tema de espetáculo teatral

Com texto e direção de Miguel Falabella e elenco composto pelas atrizes e cantoras líricas Alessandra Maestrini e Mirna Rubim, o espetáculo musical O Som e a Sílaba será apresentado hoje e amanhã, às 20h30, no Teatro do Engenho. A montagem aborda a relação de Sarah Leighton (Alessandra Maestrini), jovem com diagnóstico de autismo altamente funcional e com habilidades específicas em algumas áreas, entre elas a música, com a professora de canto Leonor Delise (Mirna Rubim). As sessões têm apoio cultural do Jornal de Piracicaba e da Revista Arraso.
 
É a música que une essas duas mulheres em um encontro que mudará a vida de ambas. Embalado por árias, duetos e trechos de óperas cantados ao vivo, O Som e a Sílaba celebra o mistério da mente humana. “O espetáculo é todo muito gostoso e aproxima o público. É cheio de humor, como tudo que o Miguel e eu gostamos de fazer. Ao mesmo tempo, é extremamente delicado, poético e transformador, dada a trajetória tão rica e profunda da personagem central, Sarah, e de como isto também transforma, para muito melhor, a vida de Leonor”, contou Alessandra em entrevista do JP.
 
 
De acordo com ela, Sarah busca alguém que lhe ajude a dar sentido a sua vida. Com a morte dos pais, ela mora com o irmão casado, mas sente que não se encaixa na organização da casa e sabe que precisa romper as barreiras da síndrome. Na busca por autonomia, ela lista as próprias habilidades, entre elas a de cantar. “O elemento mais importante da relação entre Sarah e Leonor é o estabelecimento da empatia. Desse laço, se cria a relação de amizade, cumplicidade, respeito e profundo amor”, disse Mirna Rubim, que, na peça, passa por uma crise pessoal e profissional.
 
 
“Esse choque de anseios fará com que uma transforme a vida da outra, até que o público se pergunte quem, de fato, está ensinando quem. Muitos autistas vivem uma vida ‘invisível’, escondida da sociedade e sem realização pessoal. Isso acontece, muitas vezes, mais por falta de conhecimento da família que por uma real falta de capacidade do autista de exercer uma vida autônoma e realizada. No show, a comunidade autista ganha visibilidade da melhor e mais saborosa maneira possível. E o grande público descobre o quanto esses são interessantes, apaixonantes e fáceis de a gente se identificar”, afirmou Alessandra.
 
 
SERVIÇO — Espetáculo musical O Som e a Sílaba, de Miguel Falabella, com Alessandra Maestrini e Mirna Rubim. Hoje e amanhã, às 20h30, no Teatro do Engenho (avenida Maurice Allain, 454, Engenho Central). Ingressos no teatro e em MegaBilheteria.com. Preço: R$ 80 (inteira), R$ 40 (estudantes, professores, idosos) e R$ 45 (Clube JP). Classificação: 14 anos. Informações: (19) 3413-8526.