Barjas admite falhas na coleta e ameaça romper contrato

Em vídeo divulgado nas redes sociais, prefeito disse que soube dos problemas pelo SIP 156 e também pela imprensa. (Foto: Amanda Vieira/JP)

O prefeito de Piracicaba Barjas Negri (PSDB) admitiu os problemas na coleta de lixo na cidade. Em vídeo publicado ontem na página da prefeitura no Facebook, o tucano pediu desculpas à população pelos problemas ocorridos no serviço e ameaçou multar e até mesmo rescindir contrato com a concessionária Piracicaba Ambiental – responsável pela coleta por meio de contrato PPP (Parceira Público Privada).

No vídeo, Barjas Negris diz que, apesar de o problema não ser causado pela prefeitura, mas pela empresa contratada por ela, como prefeito se sente no direito de prestar contas à população.

Ele disse que tomou conhecimento dos problemas por meio do SIP (Serviço de Informações à População) 156, pelas redes sociais e pela imprensa. O prefeito disse que chamou a direção da Ambiental para explicações e ouviu como justificativas a quebra de caminhões, falta de peças e demissão de funcionários. “Enfim, uma série de problemas que ocasionaram atrasos na coleta e transtornos à população”, afirmou.

MULTA R$ 50MIL

Tomamos as providências cabíveis e informamos à Ambiental que resolva seus problemas, caso contrário a empresa será novamente multada e o contrato poderá ser rescindido”, afirmou Barjas.

O prefeito termina o vídeo dizendo que “não é o que queremos, mas se for preciso, será o que faremos pelo bem do serviço público e da população de Piracicaba” sobre a possibilidade de romper o contrato da PPP do Lixo.

Barjas informou que, a partir desta semana, a Sedema (Secretaria de Defesa do meio Ambiente) fará o monitoramento da coleita de lixo.

Em nota, a Secretaria informou que a empresa argumentou que está passando por algumas reformulações e reconhece que infelizmente, isso vem causando prejuízos à população e que, que as falhas deverão ser solucionadas.

A empresa nos informou que as falhas deverão ser solucionadas em breve e que a partir dessa semana retomarão a operação de coleta em dois turnos de acordo com o plano de coleta habitual – dias e horários de recolhimento de lixo no município”, informou a Sedema.

A pasta reforçou que a prefeitura realiza regularmente o repasse de dinheiro à Ambiental sem atrasos cumprindo integralmente as exigências do contrato.

Em razão dos problemas apresentados nos últimos meses, a empresa foi autuada com multas no valor R$ 50 mil como medida punitiva, pela Agência Reguladora Ares PCJ.

Beto Silva

[email protected]