Belivaldo Chagas toma posse em Sergipe e promete equilibrar contas

Belivaldo Chagas toma posse em Sergipe e promete equilibrar contas
Fonte: Agência Brasil

O governador de Sergippe Belivaldo Chagas e a vice-governadora Eliane Aquino foram empossados na tarde desta terça-feira (1º) na Assembleia Legislativa de Sergipe. Eleito com 679.051 votos, Chagas destacou o desafio de equilibrar as contas públicas e fomentar a economia no estado. Ele informou que a previsão de déficit nas contas do estado para 2019 é de R$ 500 milhões.

O candidato ao governo de Sergipe, Belivaldo Chagas do PSD

Belivaldo Chagas venceu a disputa em Sergipe no segunto turno – PSD/Divulgação/Direitos Reservados

“Isso significa que teremos que sair em busca de recursos extraordinários para as despesas, tendo a mesma urgência de assegurar investimentos para amenizar a elevada taxa de desemprego, mas isso também depende de muitas ações complexas havendo sintonia entre os Poderes e havendo compreensão da sociedade, além de participação ativa e republicana”, afirmou.

No discurso, o governador comprometeu-se com ações de transparência das contas públicas. “A população não tolera mais a caixa-preta dos gastos públicos desordenados. A transparência não será apenas uma palavra, será exigência ética, a ser devotamente cumprida, por mim, em primeiro lugar, e por todos os que integram o meu governo.”

Chagas disse ainda que promoverá ações na área de segurança, saúde e educação, além de elaborar um calendário “fixo e seguro para o pagamento dos servidores públicos”. O governador destacou que buscará recursos por meio de parcerias com a iniciativa privada. “Ampliar os investimentos, estimular a criatividade e localizar recursos, encontrar investidores dispostos a descobrir Sergipe e aqui investir em parcerias público-privadas, no turismo, agricultura, serviços.”

O novo governador disse também que manterá uma relação “saudável e republicana com o governo central” de Jair Bolsonaro e cobrou uma definição sobre a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados [Fafen] de Sergipe, subsidiária da Petrobras. “As grandes decisões das quais o estado depende transitam pelo governo federal, a começar pela definição pela Fafen. Esperamos afastar de uma vez por todas, com a privatização ou sem ela, os temores que existem em relação à permanência em atividade daquela indústria importantíssima para Sergipe e estratégica para o Brasil.”

Após a solenidade na Assembleia Legislativa, o governador passou em revista a tropa na Praça Fausto Cardoso e seguiu para a Paróquia Santuário Nossa Senhora Aparecida para assistir à missa.

Belivaldo Chagas, que concorreu à reeleição pelo PSD, venceu a disputa no segundo turno, alcançando 64,72% (679.051 dos votos válidos). A vice-governadora é Eliane Aquino, do PT, viúva do governador Marcelo Déda e vice-prefeita de Aracaju.

Chagas é advogado e assumiu o governo de Sergipe em abril do ano passado, quando Jackson Barreto renunciou ao cargo para concorrer a uma cadeira no Senado. Na condição de vice-governador, assumiu a Casa Civil de Sergipe.

Belivaldo Chagas toma posse em Sergipe e promete equilibrar contas