Bortoletto e Moura podem assumir clube

xv Arnaldo Bortoletto deve ser o próximo presidente do xv de piracicaba (foto: arquivo/Claudinho Coradini/JP)

Após finalizar a votação para o Conselho Deliberativo, o XV de Piracicaba volta as atenções para a eleição desta terça-feira (13), às 19h, no estádio Barão da Serra Negra, quando serão conhecidos os novos presidente e vice da diretoria executiva. Representantes da situação e oposição se reuniram ao longo desta segunda-feira (12) para definir quais nomes deverão ser apresentados em uma eventual composição, formando chapa única para o pleito. A reportagem apurou que o nome mais cotado para assumir a presidência do Nhô Quim é o do empresário Arnaldo Bortoletto, presidente da Coplacana (Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo).

Para a vaga de vice, o favorito é Ricardo Moura, atual vice-presidente e diretor de futebol do XV, e candidato da situação. No cenário, Moura abriria mão de concorrer ao cargo máximo do clube. O vereador Capitão Gomes (PP), que ao lado de Bortoletto encabeçava a chapa opositora, não irá concorrer à presidência da diretoria executiva. Nas redes sociais, Gomes afirmou ainda que deve renunciar ao cargo no Conselho Deliberativo. “Vou renunciar. Se eu for exercer o verdadeiro papel de conselheiro, vou incomodar e me aborrecer. Tem muita gente competente que pode ajudar mais do que eu”, escreveu o vereador.

Além da votação abaixo do esperado, quando ficou apenas em 16º lugar, a desistência de Capitão Gomes se deve à reunião promovida no último sábado (10) pelo ex-presidente do clube, Adílson Maluf. A conversa, que contou com as chapas da oposição e também da situação, foi decisiva para a mudança de rumo nas eleições. Na ocasião, Maluf apresentou a proposta de um grupo de três multinacionais, ligadas à Raízen, que injetariam aproximadamente de R$ 700 mil por mês no XV. Para tanto, as empresas não aceitariam a presença de um político na presidência do XV, o que inviabilizaria o acordo com Capitão Gomes no comando.

Com Arnaldo Bortoletto e Ricardo Moura chefiando a provável chapa única, restaria definir os nomes para formação da diretoria executiva e, principalmente, para o departamento de futebol. Diego Cope, Dimas, Douglas Pimenta e Marlon foram citados em campanha pelas duas chapas, porém, com a composição, nenhum deles está garantido. No domingo (11), o nome do ex-jogador Elano chegou a ser cogitado para a função. Em relação ao futuro treinador, Paulo Roberto Santos não está descartado, mas perdeu força. O ex-técnico do São Bento tem proposta do Juventude-RS para 2019. Além dele, foram especulados Luiz Carlos Martins, Roberto Fonseca, Silas, Toninho Cecílio e Uidemar Oliveira.

( Líder Esportes)