Brasil bate recorde de medalhas e termina em segundo nos Jogos Pan-Americanos 2019

Piracicabano Hernani Veríssimo venceu três lutas para conquistar a prata

Os Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 terminaram oficialmente na noite do último domingo (11) e o Brasil fez história, já que a delegação brasileira terminou a competição com a maior quantidade de medalhas em sua história nos Jogos, com 171, 30 a mais em relação as edições de 2015 e 2011. Além disso, o Brasil bateu o recorde de medalhas de ouro (55), prata (45) e bronze (71) e ficou no segundo lugar geral, atrás apenas dos Estados Unidos (120 ouros, 88 pratas e 85 bronzes), deixando o México (37 ouros, 36 pratas e 63 bronzes) em terceiro e o Canadá em quarto (35 ouros, 64 pratas e 53 bronzes). A delegação verde e amarela não ficava em segundo no quadro de medalhas há 56 anos, desde o Pan de São Paulo em 1963.

Brasil conquistou o recorde de ouros, pratas e bronzes no Peru

“Temos que exaltar o resultado, porque mostra o bom momento de várias modalidades. Voltamos ao segundo lugar no quadro de medalhas após 56 anos, outro dos objetivos traçados para Lima. Apresentamos evolução em vários esportes, tendo aumentado o número de modalidades que foram ao pódio. Esse é um trabalho que vem sendo desenvolvido há algum tempo, de firmar parcerias com as confederações e tentar entender as necessidades de cada uma delas”, disse Marco Antônio La Porta, Chefe de Missão em Lima 2019 e Vice-presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro).

Ao todo, 41 modalidades conquistaram medalhas em Lima, sendo que 22 ganharam ao menos um ouro. Para completar a série de números expressivos, 18 modalidades melhoraram seus resultados em relação a Toronto 2015, enquanto 11 delas fizeram as melhores campanhas em todas as edições dos Jogos.

PIRACICABA NO PÓDIO

Para chegar ao recorde de medalhas, o Brasil teve uma ajuda de atletas e profissionais piracicabanos para chegar a este número. O karateca piracicabano Hernani Veríssimo conquistou e medalha de prata na categoria -75 kg. O lutador fez cinco lutas no evento para chegar ao vice-campeonato. Na primeira fase, Hernani estreou com derrota para o americano Thomas Scott, por 4×1, mas se recuperou no grupo com um triunfo pelo placar de 2×0 sobre o colombiano Juan Landazuri (2×0). Na terceira luta, o piracicabano não tomou conhecimento do peruano José Valdivia: 7×0. Na semifinal, uma virada espetacular sobre Allan Maldonado, da Guatemala. Após sair perdendo por 2×0, Hernani foi agressivo e inteligente para fazer 4×2 contra o guatemalteco. Na decisão, o adversário mais uma vez foi Scott, que acabou vencendo por 2×1.

Na equipe de polo aquático masculino, o Brasil terminou com a medalha de bronze após cinco vitórias e uma derrota. Na piscina, a equipe não teve nenhum piracicabano, mas fora dela um representante da cidade foi fundamental para o bom desempenho. Renan Augusto Rossin foi o preparador físico da Seleção e seu trabalho foi essencial para que a equipe conquistasse um bom resultado, já que tinha disputado o mundial algumas semanas antes dos jogos. Na primeira fase o Brasil terminou com 100% de aproveitamento, com vitórias sobre o Peru (14 a 2), México (10 a 5) e Argentina (12 a 7). Nas quartas de final, triunfo sobre Porto Rico por 15 a 4. Na semifinal, em um confronto equilibradíssimo, decidido apenas nos últimos minutos, veio a única derrota: 8 a 7 para o Canadá. Na disputa do bronze, novamente a Seleção jogou contra a Argentina e novamente saiu da piscina com uma vitória, agora por 9 a 6.

Renan Rossin, também de Piracicaba, conquistou o bronze com a equipe de polo aquático masculino

OLIMPÍADAS

Após os Jogos Pan-Americanos, o COB pensa nas Olimpíadas de Tóquio 2020 e os resultados em Lima ajudaram a Delegação a confirmar vaga em nove modalidades diferentes: Handebol feminino (14 atletas), Hipismo adestramento (três), Hipismo CCE (três), Hipismo saltos (três), Vela – classe 49er (duas), Pentatlo moderno (Iêda Guimarães), Tênis – (João Menezes), Tênis de mesa (Hugo Calderano) e Tiro com arco – masculino (uma).

Brasil conquista o ouro no basquete feminino pela primeira vez desde a geração de Magic Paula

PARAPAN

Antes da Olimpíada, acontecem os Jogos Parapan-Americanos, também na capital peruana. A Delegação Brasileira terá 316 atletas divididos em 17 modalidades diferentes. Entre esses atletas, está Danielle Rauen, da equipe Fran TT de Tênis de Mesa. No começo do mês Danielle esteve no Japão, onde conquistou a medalha de bronze no torneio individual do Aberto Paralímpico de Tóquio, último torneio de preparação para o Parapan.

Próximo desafio será as Olimpíadas de Tóquio em 2020

As medalhas do Brasil nos Jogos Pan-Americanos foram as seguintes:

Ouro (55):

– Luisa Baptista – Triatlo, individual feminino
– Bruna Wurts – Patinação Artística, feminino
– Edival Marques – Taekwondo (-68kg)
– Equipes – Ginástica Artística, masculino
– Isaquias Queiroz – Can. Velocidade C1-1000
– Triatlo, Equipe mista
– Milena Titoneli – Taekwondo (-67kg)
– Caio Souza – Gin. Artística, Individual Geral
– Francisco Barreto – Gin. Art, cavalo c/ alças
– Fernando Reis – Levant. de Pesos +109kg
– Seleção feminina – Handebol
– Francisco Barreto – Gin. Artística, barra fixa
– Lena Ribeiro – Surfe, SUP Race feminino
– Ygor Coelho – Badminton, individual M
– Beatriz Ferreira – Boxe (-60kg)
– Ana Marcela Cunha – Mar. Aquát., 10km F
– Ana Sátila – Canoagem Slalom, C1 F
– Pedro Gonçalves – Can. Slalom, K1 M
– Chloé Calmon – Surfe, longboard F
– Ana Sátila – Can. Slalom, K1 Extremo F
– Pedro Gonçalves, Can.Slalom K1 Extremo
– João Menezes – Tênis, simples masculino
– Conjunto (3 arcos/2 maças) – Gin. Rítmica
– João Gomes Jr. – Natação, 100m peito M
– H. Calderano/G. Tsuboi – T. Mesa, Duplas M
– Leonardo de Deus – Natação, 200m borb. M
– Equipe – Natação, 4x100m livre masculino
– Equipe – Hipismo, Saltos
– Darlan Romani – Atletismo, Arrem. peso M
– Hugo Calderano, Tênis de mesa, individual
– Fernando Schefer – Natação, 200m livre M
– Alison Brendom – Atletismo, 400m c/ barreiras
– Renan Torres – Judô, -60kg M
– Larissa Pimenta – Judô, -52kg F
– Marcelo Chierighini – Natação, 100m livre M
– Equipe – Natação, 4x100m medley Misto
– Ederson Pereira – Atletismo, 10.000m M
– Marlon Zanotelli – Hipismo saltos, Individual M
– Patrícia Freitas – Vela, RS:X feminino
– Marco Grael/Gabriel Borges – Vela, 49er
– Rafaela Silva – Judô, -57kg
– Revezamento – Atletismo, 4x100m rasos F
– Revezamento – Atletismo, 4x100m rasos M
– Etiene Medeiros – Natação, 50m livre F
– Bruno Fratus – Natação, 50m livre M
– Revezamento – Natação, 4x200m livre M
– Martine Grael/Kahena Kunze – Vela, 49erFX
– Bruno Lobo – Vela, Fórmula Kite
– Altobeli Santos – Atletismo, 3000m com obstáculos, M
– Matheus Dellagnelo – Vela, Sunfish
– Eduardo Yudy – Judô, -81kg
– Valéria Kumizaki – Karatê, 55kg F
– Guilherme Costa – Natação, 1500m M
– Seleção feminina de basquete
– Mayra Aguiar – Judô, -78kg F

Prata (45):

– Vittoria Lopes – Triatlo, individual feminino
– Manoel Messias – Triatlo, individual masculino
– Talisca Reis – Taekwondo (-49kg)
– Henrique Avancini – Ciclismo MTB masculino
– Ícaro Miguel – Taekwondo (-80kg)
– Arthur Nory – Ginástica Artística, Individual Geral M
– Arthur Zanetti – Ginástica Artística, Argolas
– Marcelo Suartz – Boliche, individual masculino
– Caio Souza – Ginástica Artística, Paralelas
– Arthur Nory – Ginástica Artística, Barra fixa
– Keno Marley – Boxe (81kg)
– Jucielen Romeu – Boxe (57kg)
– Vinnicius Martins – Surfe, SUP Race masculino
– Hebert da Conceição – Boxe (-75kg)
– Caio Bonfim – Atletismo, Marcha Atlética 20km
– Equipe – Hipismo, CCE
– Barbara Domingos – Ginástica Rítmica, Fita
– Gustavo Tsuboi/Bruna Takahashi – Tênis de mesa, duplas mistas
– Andressa Morais – Atletismo, Disco Feminino
– Altobeli Santos – Atletismo, 5000m Masculino
– Fernando Scheffer – Natação 400m livre
– Equipe – Natação, 4x100m livre feminino
– Paulo Andre Oliveira – Atletismo, 100m rasos
– Magno Nazaret – Ciclismo pista, contra relógio
– Breno Correia – Natação, 200m livre M
– Equipe – Natação, 4x100m livre Misto
– Guilherme Guido – Natação, 100m costas M
– Miguel Valente – Natação, 800m livre M
– Dois sem – Remo, masculino
– Paola Reis – Ciclismo, BMX Racing F
– Anderson Ezequiel – Ciclismo, BMX Racing M
– Vitoria Rosa – Atletismo, 200m rasos
– Equipe – Esgrima, Florete masculino
– Daniel Cargnin – Judô, -66kg
– Bruno Fontes – Vela, Laser
– Aline Silva – Wrestling, Livre 76kg
– Leonardo Santos – Natação, 400m medley M
– Augusto Dutra – Atletismo, Salto com vara M
– C.Biekarck/G.Ficker/I.Ficker – Vela, Ligthning
– Equipe – Tênis de Mesa, feminino
– Caio Pumputis – Natação, 200m medley
– Equipe – Natação, 4x100m medley M
– Hernani Veríssimo – Karatê, Kumite 75kg M
– Douglas Brose – Karatê, Kumite 60kg M
– Marcus D’Almeida – Tiro com arco, individual M

Bronze (71):

– Gustavo Casado – Patinação Artística, masculino
– Paulo Ricardo – Taekwondo (-58kg)
– Equipe – Ginástica Artística, feminino
– Jaqueline Mourão – Ciclismo MTB feminino
– Julio Almeida – Tiro Esportivo, Pistola de ar 10m
– Vagner Souta – Canoagem Velocidade, K1 1000
– Ana Paula Vergutz – Canoagem Velocidade, K1 500
– Flavia Saraiva – Ginástica Artística, individual geral
– Equipe – Hipismo, Adestramento
– Maicon Andrade – Taekwondo (+80kg)
– Raiany Fidelis – Taekwondo, (+67kg)
– Priscila Oliveira/Isabela Abreu – Pentatlo Moderno, revezamento feminino
– Mariana Nep – Esqui Aquático, wakeboard
– Carol Horta/Ângela – Vôlei de praia, feminino
– Roberto Schmits – Tiro Esportivo, fossa olímpica
– Abner Teixeira – Boxe (91kg), masculino
– Flavia Figueiredo – Boxe (75kg), feminino
– Flavia Saraiva – Ginástica Artística, solo feminino
– Velocidade por equipes – Ciclismo Pista, masculino
– Badminton – Duplas masculinas (Fabricio Farias/Francielton Farias)
– Badminton – Duplas femininas (Samia Lima/Jaqueline Lima)
– Badminton – Duplas femininas (Tamires Santos/Fabiana Silva)
– Badminton – Duplas mistas (Fabricio Farias/Jaqueline Lima)
– Saltos Ornamentais – Plataforma sincronizada 10m masculino
– Natalia Gaudio – Ginástica Rítmica, Individual geral
– Conjunto (Geral) – Ginástica Rítmica
– Duplas femininas – Tênis, Carol Meligeni/Luisa Stefani
– Erica Sena – Atletismo, marcha atlética 20km feminino
– Nicole Pacelli – Surfe, SUP wave feminino
– Viviane Jungblut – Maratonas Aquáticas, 10km feminino
– Felipe Borges – Canoagem Slalom, C1 masculino
– Carlos Parro – Hipismo CCE, individual
– Conjunto (5 bolas) – Ginástica Rítmica
– Vôlei – masculino
– Bia Bulcão – Esgrima, florete individual
– Seleção masculina – Handebol
– Jessica Yamada/Bruna Takahashi – Tênis de Mesa, duplas femininas
– Fernanda Martins – Atletismo, Disco Feminino
– Luiz Altamir Melo – Natação 400m livre
– Vitoria Rosa – Atletismo, 100m rasos feminino
– Bruna Takahashi – Tênis de mesa, individual feminino
– Nathalie Moellhausen – Esgrima, espada individual F
– Larissa Oliveira – Natação, 200m livre F
– Vinicius Lanza – Natação, 100m borboleta M
– Leonardo de Deus – Natação, 200m costas M
– W.Giaretton, G.Campos, F.Moreira e A.Fontoura – Remo, 4 sem, M
– Uncas Tales/Lucas Verthein – Remo, duplo skiff M
– Etiene Medeiros – Natação, 100m costas F
– Larissa Oliveira – Natação, 100m livre F
– Viviane Jungblut – Natação, 800m feminino
– Giullia Penalber – Wrestling, 57kg livre F
– Filipe Otheguy – Pelota Basca, individual M
– Equipe – Karatê, kata feminino
– Equipe – Karatê, kata masculino
– Gabriela Nicolino/Samuel Albrecht – Vela, Nacra 17
– Lais Nunes – Wrestling, Livre 62kg F
– Jeferson Santos – Judô, -73kg M
– Brandonn Almeida – Natação, 400m medley M
– Equipe – Natação, 4x200m livre F
– Equipe – Polo Aquático, feminino
– Eduardo Rodrigues – Atletismo, 110m com barreiras M
– Equipe – Tênis de Mesa, masculino
– Juliana Duque/Rafael Martins – Vela, Snipe
– Jessica de Paula – Karatê, -50kg F
– Aléxia Castilhos – Judô, -63kg F
– Equipe – Polo Aquático, masculino
– Leonardo Santos – Natação, 200m medley M
– Equipe – Natação, 4x100m medley F
– Beatriz Souza – Judô, +78kg F
– David Moura – Judô, +100kg M
– Vinicius Figueira – Karatê, Kumite, 67kg M

Mauro Adamoli

Fotos: Alexandre Loureiro/COB, Jonne Roriz/COB, Washington Alves/COB e Wander Roberto/COB