Brasil decepciona no bobsled, mas mantém esperança de chegar ao Top 20

Os bons treinos realizados durante a semana não se traduziram em resultado e o Brasil decepcionou no primeiro dia do bobsled 4-man na Olimpíada de Inverno, que está sendo realizada em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Se a meta era terminar entre os 15 melhores, o quarteto do País teve que se contentar com a 25.ª colocação na noite da última sexta-feira (horário de Brasília).

O quarteto formado por Edson Bindilatti, Edson Martins, Odirlei Pessoni e Rafael Souza chegou a conseguir bons resultados nos treinamentos, mas não repetiu nas duas baterias do primeiro dia de disputa no Olympic Sliding Centre. Os próprios atletas se mostraram decepcionados com o resultado.

“Fico chateado porque fizemos um bom push e uma boa pilotagem, mas o trenó não andou da forma como esperávamos. Temos que ajustar as lâminas para a terceira descida e fazer um bom trabalho amanhã”, disse Bindilatti, piloto da equipe. “Andamos bem durante todo o treinamento, ficamos sempre entre os 20 primeiros. Temos que manter a esperança.”

Na primeira tentativa, o trenó brasileiro anotou o tempo de 49s75, alcançando 133,8km/h. Já na segunda, o desempenho foi um pouco pior, com a marca de 49s9. O tempo total foi de 1min39s69, resultado que deixa o País à frente apenas de China, Itália, Croácia, Romênia e dos atletas olímpicos da Rússia.

Mas ainda há esperança de obter uma vaga na final. O quarteto brasileiro terá mais uma descida neste sábado (horário de Brasília) e precisa terminar entre os 20 primeiros para ter direito a disputar uma última bateria na sequência. No momento, a 20.ª colocação é dos Estados Unidos, com 1min39s10. A soma de todas baterias define os medalhistas.

“A classificação para a bateria final ficou mais difícil, mas somos brasileiros e não podemos desistir. Se as outras equipes falharem amanhã, nós pegaremos essa vaga”, comentou Rafael Souza, único da equipe brasileira que está estreando nos Jogos. “Agora posso dizer que sou um atleta olímpico. Apesar de não ter sido uma boa estreia hoje, não estamos derrotados. Sabemos que, por nossa condição, temos equipe para estar entre os 20.”

A esperança de um desempenho melhor na terceira bateria também foi manifestada por Odirlei. “Nossa entrada no trenó é uma das melhores do mundo. Isso nos dá esperança de chegar entre os 20. Vamos trabalhar bastante no trenó hoje e ver o que podemos melhorar para voltar com tudo amanhã”, afirmou.