Brasil e Colômbia se compremetem a trocar informações sobre migrações

Brasil e Colômbia se compremetem a trocar informações sobre migrações
Fonte: Agência Brasil

Os governos do Brasil e da Colômbia se comprometeram a firmar um acordo para a troca de informações acerca de movimentos migratórios. O objetivo é garantir um intercâmbio de dados sobre o tema, em especial a entrada de venezuelanos nos dois países em decorrência da crise econômica e política por que passa a nação vizinha.

A proposta foi discutida hoje (22) pelo ministros da Segurança Pública do Brasil, Raul Jungmann, e das Relações Exteriores da Colômbia, Carlos Trujillo, em reunião na capital do país, Bogotá.

“Hoje o Brasil lida com a questão das migrações de venezuelanos no estado de Roraima. Aqui [na Colômbia] eles lidam com o mesmo problema, mas com número maior. Queremos tratar conjuntamente as informações sobre essas migrações, não só entre Brasil e Colômbia, mas também com os demais países que sofrem o impacto dessa migração da Venezuela”, disse Jungmann.

Segundo o ministro, o chanceler colombiano se prontificou a levar a temática da situação da Venezuela e de seus impactos nos países vizinhos para debate na Organização dos Estados Americanos (OEA).

Combate ao crime

Os dois ministros trataram também dos desafios no combate ao crime organizado e ao tráfico de drogas e de armas na região. Entre as estratégias para lidar com o problema foi destacada a necessidade de fortalecer a Ameripol, polícia conjunta do continente. Segundo Jungmann, ela precisa ter maior capacidade operativa e de inteligência, para se aproximar de agências internacionais de cooperação em segurança como a Interpol e a Europol.

Brasil e Colômbia se compremetem a trocar informações sobre migrações