Brasil enfrenta o Paraguai pelas quartas de final

Após a goleada sobre o Peru, Seleção enfrenta seu carrasco de 2011 e 2015 (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A Seleção Brasileira enfrenta o Paraguai hoje, às 21h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pelas quartas de final da Copa América 2019. Após terminar a primeira fase com duas vitórias (3 a 0 na Bolívia e 5 a 0 no Peru) e um empate (0 a 0 com a Venezuela), com o melhor ataque a melhor defesa, a “Canarinho” terá seu primeiro jogo eliminatório desde o confronto contra a Bélgica na última Copa do Mundo. Por outro lado, o Paraguai, ainda não venceu na competição (dois empates e uma derrota) e avançou como o segundo melhor terceiro colocado.

O atacante Everton “Cebolinha” falou sobre o que espera da seleção paraguaias. “Acompanhamos alguns jogos deles (Paraguai) e apesar de ter feito só dois pontos na competição é um time de muita qualidade e eliminaram o Brasil nas duas últimas Copas América, mas estamos preparados para esta fase. Eles tem jogadores de qualidade, como o Derlis González, o Gatito Fernandez, que enfrentei no Campeonato Brasileiro e posso tirar características deles para ajudar o grupo”, disse o atacante.

O Paraguai é o único quadrifinalista que não ainda venceu um jogo na competição, com dois empates e uma derrota. Outro dado interessante da “Albirroja”, é que desde 2011 a equipe disputou 18 jogos em quatro edições de Copa América e venceu apenas um, contra a Jamaica em 2015, e mesmo assim chegou na final em 2011 e na semifinal em 2015, em ambas após eliminar a Seleção Brasileira. Na campanha de oito anos atrás a equipe conseguiu um fato inédito: avançou para a decisão após empatar os cinco jogos anteriores (três da fase de grupos, quartas e semifinal).

Na Copa América, Brasil e Paraguai se enfrentaram 30 vezes, com 13 vitórias do Brasil, 10 empates e sete vitórias paraguaias. Em confronto de mata-mata ou play-offs que valiam o título da competição, foram sete ocasiões, com quatro triunfos brasileiros e três paraguaios. Nas edições de 1922 e 1949, disputado em pontos corridos, as seleções empataram na primeira posição e na partida de desempate, o Brasil venceu ambas, por 3 a 0 e 7 a 0, respectivamente. Depois foram duas semifinais, em 1979 e 1983, em dois jogos, já que naqueles anos não tinha sede fixa. Em 1979, o Paraguai eliminou o Brasil com uma vitória por 2 a 1 e empate em 1 a 1. Quatro anos depois foram dois empates (1 a 1 e 0 a 0) e a Canarinho avançou por ter vencido no “cara ou coroa”. Por fim, três jogos das quartas de final, em 1997, 2011 e 2015. No primeiro o Brasil venceu por 2 a 0, enquanto que no século XXI, após empates por 0 a 0 e 1 a 1, respectivamente, a Albirroja avançou nos pênaltis.

Mauro Adamoli