,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Justiça pede segunda via de chip de designer assassinada
  • Confiança do consumidor na economia cresce 9,3% em setembro
  • Festa da Primavera espera 5.000 pessoas hoje e amanhã

Moro condena Lula a 9 anos e meio de prisão
Da redação
12/07/2017 15h55
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em primeira instância, condenou hoje o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O magistrado considerou o petista culpado na ação em que ele era acusado de receber, como vantagem indevida, um apartamento triplex no Guarujá, litoral de São Paulo.
 
Na sentença, o magistrado afirmou que foram produzidas provas suficientes de que o imóvel tinha como destinatária a família de Lula. ‘as provas materiais permitem concluir que não houve qualquer desistência em fevereiro de 2014 ou mesmo em agosto de 2014. A reforma do apartamento 164-A, triplex, perdurou todo o ano de 2014, inclusive com vários atos executados e mesmo contratados após agosto de 2014’, diz um trecho da decisão.
 
Apesar da condenação, o juiz não decretou a prisão preventiva do ex-presidente, como aconteceu com outros réus. Para Moro, existem elementos suficientes para isso — testemunhas afirmaram ter sido orientadas por ele a destruir provas — mas a possibilidade “traumas sociais” sugerem a prudência de se aguardar que o processo seja avaliado pela corte de apelação, no caso o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região).
 
A defesa do ex-presidente, até o momento, não se posicionou sobre a decisão. Lula estaria reunido com assessores para decidir se fará um pronunciamento públicou ou se gravará um vídeo para exibição nas redes sociais. 
 
Mais informações você acompanha na edição impressa do Jornal de Piracicaba, amanhã.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar