Briga entre irmãos termina com um esfaqueado e outro queimado

Homem esfaqueado foi levado à UPA (Amanda Vieira/JP)

Uma briga entre irmãos terminou com um esfaqueado e outro com queimaduras superficiais no rosto e pescoço. O caso ocorreu próximo ao terminal da Vila Sonia, na tarde de domingo (15).

Por volta das 17h30 de domingo, os policiais militares foram acionados para atender uma denúncia de um homem que tinha sido esfaqueado próximo ao terminal. Quando chegaram ao local, os PMs não encontraram nenhum suspeito, mas foram acionados a comparecerem na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Frei Sigrist, na Vila Cristina, onde um homem esfaqueado deu entrada. Assim que chegaram à unidade, os PMs foram informados que a vítima, um ajudante de pedreiro de 44 anos, não poderia dar a sua versão sobre o ocorrido, pois estava em choque devido ao ferimento no tórax. Após ser estabilizado, o ajudante alegou aos policiais que teve uma discussão com seu irmão, um ajudante geral de 35 anos, pois não queria que ele usasse drogas. Durante o desentendimento o irmão mais velho jogou álcool e ateou fogo, causando lesões em sua face. Na sequência, o mais jovem correu atrás dele com uma faca e atingiu-o no tórax.

Em decorrência da gravidade do ferimento, o ajudante de pedreiro foi transferido ao Hospital Fornecedores de Cana, onde permanece internado. O acusado de esfaqueá-lo foi localizado pela Polícia Militar, na residência da família, na Vila Sônia. Ele alegou que seu irmão quis matá-lo após jogar álcool e atear fogo, por isso, decidiu persegui-lo e deu uma facada. O ajudante geral passou por atendimento na UPA da Vila Sônia e depois encaminhado ao plantão policial, onde foi autuado em flagrante sob acusação de tentativa de homicídio. A faca usada na agressão foi localizada pela polícia no carro do suspeito. Após receber alta médica, ele foi encaminhado ao plantão policial e depois à carceragem, onde ficou até ser apresentado à audiência de custódia.

 

Cristiani Azanha

[email protected]