• Brotas recebe exposição dos irmãos Campana
  • Brotas recebe exposição dos irmãos Campana
  • Brotas recebe exposição dos irmãos Campana

Brotas recebe exposição dos irmãos Campana

Poltronas e cadeiras emblemáticas da trajetória da dupla, que é brotense, ficam no Centro Cultural até agosto de 2020; é uma atração a mais para os turistas. (Fotos: Jornal Super Click)

Os irmãos Campana, como são conhecidos Fernando e Humberto Campana, referência máxima do design de mobiliário brasileiro, nasceram e cresceram em Brotas. Em São Paulo, fundaram o Estúdio Campana e tornaram- -se reconhecidos internacionalmente por suas criações, cuja temática discute, principalmente, questões do cotidiano, e por transformar artigos sem valor em peças extraordinárias. Agora, os brotenses e os turistas podem ver de perto cinco peças emblemáticas da trajetória da dupla: as poltronas Favela (1991), Vermelha (1999), e as cadeiras Célia (2002), Corallo (2004) e Jenette (2005). É uma atração a mais para quem vai visitar a capital do turismo de aventura.

A exposição “Campana: Fernando + Humberto”, que permanece no Centro Cultural de Brotas, até 29 de agosto de 2020, é fruto de uma parceria do Estudio Campanha com a Diretoria de Cultura de Brotas. “Reinaugurar o Centro Cultural de Brotas com exposição de arte contemporânea em parceria com os irmãos Campana é indescritível”, afirma Lilian Barbosa, diretora de Cultura de Brotas.

EDUCACIONAL

Além de dar oportunidade aos brotenses e turistas de conferirem de perto peças premiadas de gênios do designer, a exposição dos irmãos Campana conta também com um projeto educacional que será desenvolvido nas escolas de Brotas. Ao longo do ano da exposição, os alunos do 9º ano da rede municipal da cidade participarão de oficinas sobre história do design, técnicas artesanais tradicionais brasileiras e processos criativos.

EXPOSIÇÃO

A Favela é uma peça onde experimentou-se com formas de criar mobiliário com soluções e materiais simples, de maneira espontânea onde os gestos não se repetem, criando peças únicas. A Vermelha foi a primeira que projetou o trabalho dos irmãos no exterior, pois trouxe um método de construção inovador de “estofamento” com um trançado de cordas, simbolizou a transição da produção de peças únicas para produção em maior escala, por meio da Edra, na Itália.

A Celia é uma homenagem à mãe de Fernando e Humberto. A cadeira é feita de tiras de madeira dispostas na mesma direção. As tiras são unidas com resinas e prensadas sob alta temperatura, o que confere resistência mecânica, rigidez e estabilidade ao produto. A Corallo, por seu conceito “não-matéria” de design abstrato, etéreo, integra- -se ao ambiente de várias formas dependendo do ângulo em que a vemos de maneira quase lúdica, brincando entre o bidimensional de um rabisco com o tridimensional de um objeto. A Jenette, feita de PVC e poliuretano rígido é outro exemplo de design inspirado no cotidiano brasileiro, lembrando objetos domésticos como a vassoura, e que nesta peça funciona como encosto de cadeira.

SERVIÇO

Exposição ‘Campana: Fernando + Humberto”, no Centro Cultural de Brotas, até 29 de agosto de 2020. De segunda a sexta, das 8h às 17h, aos sábados, a partir de 28 de setembro, das 10h às 16h. O Centro Cultural fica na avenida Mario Pinotti, 584, Centro. Entrada gratuita.