Buracos causam transtornos e prejuízos a moradores

buracos No Jardim Monumento, buraco causa riscos a motoristas. (Fotos: Claudinho Coradini /JP)

 

buracos
Buracos são causados por obras e desgaste do asfalto. 

Moradores e comerciantes de Piracicaba reclamam de transtornos causados por ruas esburacadas. A reportagem do Jornal de Piracicaba percorreu alguns bairros e constatou que parte dos buracos são causados por obras do Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) e outra por deterioração da camada asfáltica. Em nota, o Semae informou que o acúmulo de buracos na pavimentação asfáltica ocorreu devido ao rompimento unilateral (por parte da empresa) do contrato de pregão realizado em 2017. A assessoria de imprensa informou que os serviços estão sendo executados pela empresa vencedora do pregão concluído neste mês de agosto. “Estamos priorizando os tapa buracos nas principais vias e corredores de ônibus do município, e logo realizaremos os demais”, traz a nota. Já a prefeitura informou que assinou contrato para serviços de recuperação pontual de pavimento na cidade. Os trabalhos, segundo o setor de comunicação, contemplam restauração de pontos com afundamento de solo, conhecidos como borrachudos, principalmente em locais onde há grande circulação de automóveis e de veículos pesados, como em paradas de ônibus.

Segundo os reclamantes, na rua João Tedesco, no 1° de Maio, há cerca de um mês o Semae realizou o ligamento de água e esgoto em uma nova residência abrindo dois buracos no asfalto e não fez a manutenção após o término do trabalho. Na rua Canoas, no Nova Piracicaba, há dois meses os moradores aguardam o tapa buracos de um pós obra da autarquia.

Marcos Jorge, relatou ao Jornal de Piracicaba que os motoristas que passam pelo local freiam em cima dos buracos, causando medo aos moradores. “ O segundo buraco era grande e fundo, os pedreiros que trabalhavam na construção da casa colocaram entulhos diminuindo a profundidade.“, disse Marcos.

Outro pós obra da autarquia tem irritado os moradores da rua Canoas, no Nova Piracicaba. Uma moradora que pediu para não ser identificada contou que há dois meses foi feita uma obra no local e desde então o buraco está no local. Segundo ela foi colocado brita no obstáculo mas o problema persiste.

O comerciante, Rogério de Jesus, reclama da capa asfáltica que está rachando há quatro meses na rua Santa Catarina, no Bosque da Água Branca. Segundo ele, o problema está causando abertura de novos buracos. “Os buracos estão se formando na sinalização da lombada e moradores não notificaram a prefeitura sobre o caso, pelo fato do problema não estar em frente às residências e a situação ainda não ser alarmante ”, observou.

Moradores de um condomínio residencial na avenida Barão de Serra Negra, na Vila Rezende, convivem há meses com um buraco próximo á entrada e saída de veículos. De acordo com a aposentada Rosângela Crivellani, o problema existe há quase um ano. Ela contou que havia um outro buraco a poucos metros, uma equipe da prefeitura fez a manutenção do menor e deixou o maior aberto.

NECESSIDADE — A Prefeitura de Piracicaba informou que os locais que receberão a manutenção serão definidos e acompanhados pela Semob (Secretaria Municipal de Obras) e Trânsito e Transportes (Semuttran), conforme necessidade de melhoria e também por meio de solicitações via 156.

A vigência do contrato é de um ano e prevê a recuperação de cerca de 10 mil metros quadrados de vias. O investimento municipal é de R$ 1 milhão e a empresa responsável pela realização dos serviços é a Pontuali Construtora e Engenharia Eireli.

De acordo com o secretário de Obras, Vlamir Schiavuzzo, o contrato será destinado a recuperação pontual de pavimento asfáltico e os locais contemplados serão aqueles que sofrem por desgaste pela combinação carga elevada + repetição, que favorece o surgimento de buracos e os popularmente chamados.

(Beto Silva / Raabe Kamala)