Cai número de casos de dengue em Piracicaba, de janeiro a setembro

saúde Em nove meses foram registrados dez casos da doença, sendo que no ano passado foram 41. ( Foto: Arquivo/JP)

Os casos confirmados de dengue em Piracicaba registrados neste ano caíram três vezes no comparativo com o mesmo período – janeiro a setembro – em 2017. De acordo com a Secretaria de Saúde, nos nove meses de 2018, das 438 notificações da doença, dez apresentaram resultado positivo. No ano passado, foram 817 notificações com 41 confirmações. Os dados apontam também para uma redução de 46% nos casos notificados da doença na comparação dos nove meses. Já os casos de chikungunya apresentaram aumento: de quatro pacientes com a diagnóstico positivo em 2017, neste ano foram conformados seis. Nos dois anos a secretaria o mesmo número de notificações de zika, foram 20 em cada ano e nenhuma delas foi confirmada. Até o momento não houve registro de mortes por nenhuma das doenças em Piracicaba.

O PMCA (Plano Municipal de Combate ao Aedes) vai desenvolver uma campanha de combate ao Aedes aegypti — mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya — de 3 a 7 de dezembro. A ação será feita nos corredores comerciais do município, com apoio das entidades do comércio. De acordo com a pasta, os agentes de saúde visitarão cada loja, orientando população, trabalhadores e comerciantes. Haverá ainda carro de som e distribuição de folhetos educativos.

Segundo Sebastião Amaral Campos, coordenador do PMCA, é imprescindível que os munícipes entendam sua importância no combate ao mosquito. “Essa campanha tem o objetivo de reforçar as ações da prefeitura antes da chegada do verão, quando aumenta o risco de proliferação do vetor dessas doenças, bem como visa alertar a população sobre procedimentos a serem seguidos para que tenhamos uma cidade sem criadouros do mosquito e, consequentemente, sem essas doenças”, afirmou.

ESTADO — A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo lançou ontem a “Semana Nacional de Mobilização Contra o Aedes aegypti”. O projeto segue até a sexta-feira e ocorre em todos os municípios paulistas. Neste ano, além das atividades programadas pelas prefeituras, a campanha estadual “Todos juntos contra o Aedes aegypti” tem ênfase no trabalho de campo para combater a proliferação do mosquito, com apoio de órgãos públicos em geral.

(Beto Silva)