Câmara de Piracicaba define a composição da Comissão de Estudos do Semae

Semae-serviço Comissão poderá analisar contratos firmados com terceirizadas (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

A composição da Comissão de Estudos do Semae, com base na proporcionalidade da representação partidária na Câmara foi definida na segunda-feira (1º). Laércio Trevisan Jr. (PR), Paulo Serra (PPS) e Pedro Kawai (PSDB) serão os membros da Comissão de Estudos, regulamentada na Resolução 2/2019, publicada no Diário Oficial do dia 30 de março. O presidente do Legislativo, Gilmar Rotta (MDB), editou ontem (2) o Ato da Presidência, confirmando a formação, para que os trabalhos tenham início.

A Comissão de Estudo tem como objetivo avaliar os problemas relacionados ao Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto de Piracicaba). Trevisan Jr., autor da proposta, comandará os trabalhos. Os integrantes definiram Paulo Serra como relator e Pedro Kawai como membro.

A Resolução descreve os itens para os trabalhos dos vereadores da Comissão. O primeiro define que caberá à Comissão analisar e avaliar os problemas operacionais e administrativos em relação às constantes faltas de água, aumentos nas tarifas de cobrança, rompimentos de adutoras, vazamentos, reparos em calçadas e vias públicas, problemas elétricos, problemas na captação, tratamento e distribuição da água, demora no atendimento dos chamados, coloração da água, ar nos encanamentos, entre outros assuntos relacionados a autarquia.

O segundo ponto para os trabalhos é a autorização para consultar os servidores públicos municipais em relação aos problemas que serão tratados pela Comissão que, conforme o terceiro item, poderá convocar e convidar pessoas físicas e ou jurídicas, que possam contribuir para ampliar o conhecimento sobre o tema.

 

TERCEIRIZADAS

A Comissão de Estudos do Semae poderá ainda analisar os contratos firmados com empresas terceirizadas e de PPP (Parceria Público-Privada) para elaborar relatório final e encaminhar para apreciação do Plenário e torná-lo público. O relatório final poderá ter proposituras que venham a ser consideradas oportunas com os devidos pedidos de providências cabíveis.

(Eliana Teixeira)