Câmaras se unem contra privatização de três rodovias

rodovias Rodovia Hermínio Petrin faz parte do estudo de privatização. (Foto: Amanda Vieira / JP)

O presidente da Câmara de Piracicaba, Matheus Erler (PTB), vai pedir suspensão da reunião ordinária nesta segunda-feira (03), para discutir com os parlamentares da Casa, quais ações o Legislativo local realizará para engrossar a campanha regional contra a construção de pedágios e possível concessão das rodovias SP-304 e SP-308. Ontem, o presidente da Câmara de Águas de São Pedro, Manoel Azevedo Noronha Filho, Nelinho (PT), anunciou que vai propor o lançamento de uma campanha regional contra a iniciativa do governo estadual de privatizar as rodovias Luiz de Queiroz, Geraldo de Barros e Hermínio Petrin, atualmente administradas pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem).

“Quero dialogar com os 22 vereadores e definir como podemos somar forças com a região e dar nossa contribuição”, disse Matheus Erler. O que já foi definido é que o departamento de comunicação da Casa de Leis vai desenvolver peças e matérias sobre o assunto.

Para Nelinho, de Águas de São Pedro, o importante é envolver todos os poderes Legislativos das cidades que utilizam essas rodovias. “Temos que nos antecipar a esta iniciativa e barrá-la, mostrando que somos contrários à concessão destas rodovias à iniciativa privada”, disse.

O empresário e criador da página “Amigos da SP-304”, Leo Toffaneto, também começou campanha contra a possível privatização e instalação de pedágios. Para hoje (01), está marcado um manifesto em Americana, às 9h, para a colocação de adesivos, com os dizeres “pedágio na SP-304 não”, na avenida Abdo Najar. “Não é possível que o Estado queira destinar nossas rodovias para o setor privado, sendo que essa região arrecadou até julho desse ano R$ 228 milhões em IPVA (Imposto Sobre Veículo Automotivo). Se a verba fosse usada de forma correta pelo governo, teríamos uma rodovia no estilo da Alemanha em nossa região”, disse. Sua página foi criada em abril de 2014 e conta com 37,4 mil inscritos.

Semana passada, o governo do Estado de São Paulo aprovou a realização dos estudos para a concessão à iniciativa privada de novo lote rodoviário que inclui as rodovias Luiz de Queiroz (SP-304 – trecho Piracicaba-Americana), a rodovia Geraldo de Barros (SP-304- trecho Piracicaba-São Pedro) e Hermínio Petrin (SP-308 – trecho Piracicaba-Charqueada). O fato indica que pode haver praças de pedágio nessas rodovias futuramente. A Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) diz não haver definição sobre pedágios nesses trechos.

O Estado investiu R$ 158,7 milhões, nos últimos oito anos, em obras realizadas nas três rodovias do entorno de Piracicaba. O DER informou, por meio de nota, que “os investimentos em obras rodoviárias realizados nos últimos oito anos, cujos valores foram passados à reportagem do JP, têm como objetivo prover a segurança viária e melhor trafegabilidade. Cabe à Artesp a realização de estudos para concessão de lote rodoviário, que também viabilizará novos investimentos e ampliação da trafegabilidade das rodovias contempladas”

(Fernanda Moraes e Rodrigo Guadagnim)